ESTACIONAMENTO ROTATIVO

Zona Azul deve ser ampliada em Mogi das Cruzes

COMODIDADE Oferta de mais vagas da zona azul pode ser um atrativo a mais para ampliar as vendas e negócios na cidade. (Foto: arquivo)
COMODIDADE Oferta de mais vagas da zona azul pode ser um atrativo a mais para ampliar as vendas e negócios na cidade. (Foto: arquivo)

A Associação Comercial de Mogi das Cruzes (ACMC) receberá até o final do mês a opinião dos comerciantes de regiões da cidade onde há a possibilidade de ampliação de vagas de estacionamento controlado. Donos de estabelecimentos comerciais do Jardim Santista e Braz Cubas (centro) se reuniram ontem com o secretário municipal de Transportes, José Luiz Freire de Almeida, para discutir o assunto na sede da ACMC. Na próxima terça-feira será a vez dos lojistas do Centro, Mogilar, Jardim Esplanada, Parque Monte Líbano e Centro Cívico.

A comerciante Alice Hisayama, da região central de Braz Cubas, defende a ampliação das vagas controladas. “Muitas vezes, o estacionamento é ocupado pelos comerciantes e funcionários do comércio ou mesmo pelas pessoas que vão para São Paulo e deixam os veículos parados nas vagas o dia todo. Com o estacionamento pago isso não acontecerá mais”, aposta.

A mesma opinião tem o dono de escritório de contabilidade, Genilson Tolentino, também de Braz Cubas. “Pela manhã, por volta das 6h30, as vagas já estão quase todas ocupadas e a situação permanece até o final do dia. Por isso acredito que seja necessário implantar o sistema de Zona Azul, para que mais clientes tenham oportunidade de estacionar nas proximidades dos estabelecimentos comerciais e de serviços com maior facilidade”, avalia.

Segundo o secretário, cidade conta hoje com 1.092 vagas de estacionamento regulamentado, mas há possibilidade de aumentar o número nestes bolsões. “Recebemos pedidos para ampliação do estacionamento nestas regiões e estamos consultando os mais interessados, que são os comerciantes. A Associação Comercial coleta estas informações e nos entregará uma planilha com os dados. A partir daí vamos verificar a viabilidade”, explica Almeida.

O presidente da ACMC, Marco Zatsuga, destacou o trabalho realizado pela Associação junto à Prefeitura. “A intenção é colaborar sempre com os comerciantes e oferecer comodidade para os consumidores realizarem suas compras e terem acesso aos serviços oferecidos na cidade com maior facilidade de estacionamento, por isso a importância da participação de todos”, avalia.

De acordo com o diretor da ACMC, Roberto Assi, cerca de 600 convites foram feitos a comerciantes de Braz Cubas e do Jardim Santista para a reunião desta terça-feira. “Queremos ouvir a opinião dos comerciantes destes locais para levarmos a planilha com os dados tabulados à Prefeitura em setembro”, completa.

O encontro da próxima semana também acontecerá na sede da ACMC, às 10 horas. Informações: 4728-4300.