POLÍCIA MILITAR

Bandido portava maconha de laboratório

O traficante transportava drogas em uma mochila. (Foto: divulgação)
O traficante transportava drogas em uma mochila. (Foto: divulgação)

Na prisão realizada ontem de manhã pelo capitão Vladimir Bittencourt, comandante da 2ª Companhia, do 17º BPM/M, e a equipe da viatura M.17.201, com os cabos Carvalho e Florentino, foram apreendidas 132 unidades do novo tipo de droga, o ‘shank’ – tipo de maconha hidropônica produzida em laboratórios. Na mochila do traficante identificado como Renato Magalhães Saraiva ainda havia 342 buchas de maconha, 917 pinos de cocaína. Ao todo, os policiais pesaram 3,2 quilos de entorpecentes.

“As drogas estavam embaladas em porções pequenas prontas para comercialização”, destacou o capitão Bittencourt. Na tentativa de se defender da acusação de trafico, Renato tentou amenizar a sua situação, afirmando que “iria receber R$ 150,00 para apenas transportar a mochila (com drogas)”.

Ele, no entanto, se omitiu e não disse quem o contratou para fazer o transporte e muito menos informou o local da entrega da ‘encomenda’.

O criminoso foi apresentado na delegacia e autuado em flagrante. No fim da tarde foi removido à Cadeia de Mogi e hoje será levado para o Fórum local, pois participará da audiência de custódia.

As drogas apreendidas foram encaminhadas para a Polícia Científica para os devidos exames. O resultado será anexado ao inquérito policial a ser relatado e enviado à Justiça.

Segundo os policiais militares, a prisão de Renato aconteceu depois de a equipe receber a descrição dele: um rapaz que se encontrava na rua José Antônio Melo, em Jundiapeba, trajando agasalho de moletom, boné verde e carregando uma mochila preta.

Ao ver a viatura ele tentou entrar em uma casa, simulando que era onde morava, mas a sua atitude não convenceu os policiais.

Laércio Ribeiro

Laércio Ribeiro

Deixe seu comentário