DAEE

Represas do Alto Tietê operam com 94% da capacidade

QUASE CHEIA A barragem de Ponte Nova, em Salesópolis, compõe o Sistema Alto Tietê, que conta com represas de Biritiba e Mogi. (Foto: divulgação)

O Departamento de Águas e Energia Elétrica (DAEE) divulgou ontem que o conjunto de barragens do Sistema Alto Tietê iniciou o mês de agosto operando com 94,86% de sua capacidade, acumulando um total de 539,6 milhões de metros cúbicos. Foram sete meses de chuvas abundantes. Para se ter uma ideia, em dezembro passado, no acumulado de todo o ano de 2018, o nível do complexo de represas era de 50,5%.

O SAT é composto pelas barragens de Ponte Nova, Paraitinga, Biritiba, Jundiaí e Taiaçupeba, que têm capacidade para acumular um total de 558 milhões de metros cúbicos de água.

O conjunto está vertendo 7,05 metros cúbicos por segundo e destinando 13,07 metros cúbicos/segundo para a ETA Taiaçupeba, responsável pelo abastecimento da Zona Leste da Região Metropolitana de São Paulo e alguns Municípios do Alto Tietê (Poá, Suzano, Braz Cubas, Mogi das Cruzes e Arujá). A barragem de Taiaçupeba opera com 94,96%.

No início deste ano, as operações de escoamento do excesso de água provocaram alagamentos nas áreas mais baixas de Jundiapeba, prejudicando moradores de regiões ribeirinhas e também agricultores, sobretudo os que operam na área conhecida como Chácara dos Baianos (confira quadro com o nível de cada uma das barragens).

O Sistema Alto Tietê 

RESERVATÓRIO

CAPACIDADE (milhões m3)

VOLUME ATUAL (milhões m3)

%

VERTENDO (m3/s)

PONTE NOVA

329

332,85

101,06

2,96

PARAITINGA

36

37,01

100,76

3,01

BIRITIBA

34

14,58

41,95

0,48

JUNDIAÍ

74

67,67

91,33

0,10

TAIAÇUPEBA

85

77,25

90,67

0,50

TOTAL

558

529,36

94,86

7,05

Fonte: DAEE