HABITAÇÃO

520 famílias vão ocupar moradias em Mogi

BOA NOTÍCIA CEF decide antecipar a assinatura dos contratos de apartamentos que foram concluídos sem a instalação da rede de esgoto no bairro da Porteira Preta. (Foto: divulgação)

A assinatura dos contratos de financiamento das 520 famílias aprovadas para receber os imóveis dos conjuntos Tietê e Maitaca será feita na próxima quinta-feira. A Caixa Econômica Federal (CEF) tem a expectativa de fazer a entrega efetiva dos condomínios do programa Minha Casa Minha Vida dentro dos próximos dias. Essas unidades deveriam ter sido entregues há dois anos.

O evento será realizado no Centro Municipal de Formação Pedagógica (Cemforpe) e, dado o alto número de famílias contempladas, será dividido em duas etapas. Os contemplados no empreendimento Maitaca farão a assinatura dos contratos entre as 10h e as 13h e as famílias do empreendimento Tietê o farão no período da tarde, entre 13h30 e 16h. A Coordenadoria Municipal de Habitação já está fazendo a devida convocação de todos os aprovados.

É fundamental que os contemplados estejam acompanhados de seus cônjuges, pois ambos precisam assinar o contrato. Também é preciso levar documentos como o comprovante de pagamento da taxa de implantação de condomínio, além da documentação pessoal básica.

A assinatura dos contratos por parte de todas as famílias contempladas é crucial para que a entrega das chaves possa ocorrer o mais breve possível. Inicialmente, o ato estava previsto para o próximo dia 19, mas foi antecipado, a pedido da CEF.

Os empreendimentos Tietê e Maitaca são os últimos a serem entregues do complexo de apartamentos construído às margens da avenida Kaoru Hiramatsu, no distrito de Braz Cubas. Só ali, foram edificadas 1.240 unidades habitacionais do programa Minha Casa Minha Vida, com aporte do Governo do Estado. A última entrega, em agosto de 2017, foi do empreendimento Manacá, que reúne 300 unidades.

O atraso na entrega dessas duas unidades, que já haviam sido edificadas, se deu porque não foram construídos o sistema de coleta de esgoto ao mesmo tempo que os apartamentos eram erguidos. A Prefeitura sempre alegou que a causa foi a lentidão no processo de licenciamento ambiental.

Balanço

Com mais esses dois empreendimentos, a cidade chegará à marca dos 5.240 apartamentos entregues do programa Minha Casa Minha Vida, que foi o maior responsável, ao longo dos últimos anos, pela diminuição do déficit habitacional de Mogi das Cruzes e pela erradicação das maiores ocupações em áreas de risco da cidade, com a oferta de solução habitacional para os antigos moradores desses locais.

Os moradores dos empreendimentos Tietê e Maitaca terão ampla infraestrutura, que foi implantada pela Prefeitura. Além da duplicação e recuperação da avenida Kaoru Hiramatsu, a região passou por obras de ampliação no sistema de esgotamento sanitário e recebeu também um Centro Municipal de Programas Educacionais (CEMPRE), duas creches e a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24 horas do Oropó.

 

Deixe seu comentário