INFORMAÇÃO

A boa notícia para o desembargador

Após uma cirurgia e cinco sessões de químio, José Elias vence o câncer

Em meio a tantas informações desastrosas patrocinadas pelos efeitos do novo coronavírus surge, enfim, uma boa notícia. O desembargador aposentado, José Elias Habice Filho, 79 anos, liga para a coluna e garante: está definitivamente livre do câncer que o atormentou durante os últimos meses. No próximo dia 30, ele fará a sexta e derradeira sessão de quimioterapia e seu médico já lhe garantiu alta definitiva do tratamento que foi iniciado em 4 de junho de 2019, quando ele procurou o Hospital Ipiranga, em Mogi, para se consultar sobre um sangramento que o incomodava. Após as primeiras avaliações, o desembargador, que durante muito tempo exerceu as funções de juiz de Direito junto ao Fórum de Mogi, foi encaminhado ao Hospital Sírio Libanês, onde a equipe do médico oncologista Frederico Costa, iniciou o tratamento para buscar conter o avanço de dois tumores detectados em seu intestino, além de outro, no fígado. O jogo contra a doença foi pesado. Inicialmente, uma cirurgia para extirpar as partes mais agressivas do câncer e, em seguida, uma série de sessões regulares de quimioterapia, que exigiram muito de José Elias, a ponto de afastá-lo de encontros regulares com amigos, como os integrantes da Confraria Santa Fé, da qual é um dos mais antigos e assíduos frequentadores. Ao todo, foram cinco sessões, a mais recente, feita dias atrás, quando o médico lhe transmitiu a melhor notícia recebida por ele nos últimos tempos. Ou em toda a sua vida: os sinais da doença haviam sido contidos e desaparecidos por completo. Para concluir a programação do combate, o médico manteve a sessão do dia 30 deste mês, mas já lhe garantiu a cura e a esperada alta médica definitiva, logo em seguida. Mesmo sendo obrigado a se manter isolado por conta dos riscos do novo coronavírus, o desembargador é só contentamento. Afinal, está concluindo, com sucesso, o maior desafio de sua vida. Uma vitória que merece ser comemorada.

Máscaras

O vereador Clodoaldo Aparecido de Moraes (PL) encaminhou ofício ao prefeito Marcus Melo (PSDB) sugerindo uma medida, em regime de urgência, que determine a obrigatoriedade do uso de máscaras, descartáveis ou de tecidos, pelos municípes, ao circularem fora de suas residências. A solicitação parte do princípio que muita gente tem se aglomerado em supermercados, lotéricas, agências bancárias e até postos de saúde, o que aumenta os riscos de transmissão da Covid-19. Ele cita também recomendação da Organização Mundial da Saúde nesse sentido.

Vencidos

Não são apenas os preços abusivos de alguns produtos que estão caracterizando a atual fase da pandemia junto a alguns estabelecimentos comerciais da cidade. Fiscais do Procon de Mogi visitaram um comércio no bairro do Botujuru, em Mogi, onde encontraram grande quantidade de alimentos, refrigerantes, temperos, águas, com os respectivos prazos de validade já vencidos. O supermercado infrator foi multado e o coordenador do Procon, advogado Fernando Muniz, pede que denúncias sejam feitas pelo telefone 4798-5090.

Tortura

Virou rotina: em tempos de reclusão obrigatória, todas as noites, por volta de 19h30, em sua casa, o cirurgião dentista Miguel Nagib recebe um telefonema do amigo e companheiro de noitadas, advogado Mário Kauffmann. Este, por sua vez, limita-se a fazer o tradicional “tim-tim”, na borda de um copo ou taça e a dizer: “Saúde!”. Em seguida desliga, sem nem uma palavra a mais.

Testes

A edição de ontem do Diário Oficial da União publicou a decisão do presidente do Condemat, prefeito Adriano de Toledo Leite (PL), ratificando o processo de contratação, sem licitação, da empresa Marilia Danieli Ferreira de Souza –Eireli para compra de 18.240 kits de testes rápidos para combate à Covid-19, a serem distribuídos para os municípios integrantes do consórcio. A aquisição irá custar R$ 1.659,840,00.

Frase

Nós não apoiamos o adiamento das eleições para que elas venham a coincidir em 2022. Consideramos as eleições um rito vital para a democracia e assim que as condições de saúde pública permitam, nós queremos realizá-las.

Ministro Luiz Roberto Barroso, ao assumir a presidência do Tribunal Superior Eleitoral, prometendo eleições ainda neste ano


Deixe seu comentário