POLÍCIA

A caminho do CDP, preso corre e foge

A Polícia Civil continuava procurando na tarde desta quinta-feira o analista de sistemas João Felipe Rodrigues Cartaxo, de 27 anos. Ele teve a sua prisão preventiva decretada por violência doméstica e tentativa de homicídio pelo juiz de Direito Tiago Ducati e por volta das 11 horas quando seria removido ao Centro de Detenção Provisória com mais 6 detentos, ele conseguiu escapar depois de agredir o policial civil Francisco Miranda Melo, de 53 anos.

A fuga ocorreu quando Francisco e o investigador José Ricardo Batista perfilavam o grupo que saía da Cadeia de Mogi para entrar na viatura que faria o transporte ao CDP. João Felipe atacou o policial Francisco e saiu correndo. O alarme foi dado e os agentes com apoio de outros colegas, até de outras delegacias, e da Polícia Militar e de uma guarda municipal, realizaram cerco nas imediações do presídio, porém não tiveram sucesso.

João Felipe conseguiu escapar embora algemado. À tarde, o diretor da Cadeia, o delegado Argentino da Silva Coqueiro, apresentou a ocorrência ao delegado assistente Benedito Henrique Righi Queiroz, do Distrito Central, que a registrou como evasão mediante violência contra pessoa.

João Felipe foi preso na tarde de segunda-feira pela Guarda Municipal, na Vila Natal. Por ciúmes, ele danificou com pedras o carro de Saulo Guilherme de Oliveira, de 24 anos, e ainda lhe desferiu golpes usando um saca rolhas. Além disso, foi acusado de empurrar e jogar no chão Tatiana Oliveira Santana Lopes, de 33 anos, e Ana Alice Oliveira Silva, de 17 anos.

Depois de medicado, Saulo Guilherme falou no Distrito Central que trabalha em uma farmácia na Vila da Prata com a colega de serviço Ana Alice e eles trocaram algumas mensagens, sendo que João Felipe enciumado foi tirar satisfações.

A Polícia apurou que João Felipe em junho de 2019, já foi investigado em Mogi por estelionato, e da mesma forma, em janeiro do mesmo ano, por ser flagrando furtando R$ 400,00 do ex-patrão, na Capital. A prisão dele no domingo foi feita pelos guardas municipais Sael, Coutinho e Ricardo. Informações sobre o foragido através do nº 181, do Disque-Denúncia.


Deixe seu comentário