INFORMAÇÃO

A difícil procura por candidatas à Câmara

Partidos políticos têm dificuldades para montar chapas com candidatas

À medida que se aproxima o mês de março, quando haverá a janela partidária para a troca de partidos sem o risco de perda de mandato, os partidos políticos da cidade estão acelerando as buscas para completar a cota obrigatória de mulheres candidatas às vagas na Câmara Municipal. A legislação eleitoral, buscando incentivar a participação feminina na política, acabou por criar o fator da proporcionalidade entre gêneros, colocando as agremiações partidárias numa verdadeira sinuca de bico. No caso específico de Mogi das Cruzes, segundo a lei eleitoral, cada partido poderá lançar um total de 35 candidatos ao Legislativo. Desse total, 30% das vagas terão de ser preenchidas por candidatas, ou sejam, 12 mulheres. Só que a lei é mais severa ao fazer valer a proporcionalidade entre candidatos e candidatas. Ou seja, se a agremiação não atingir as 12 mulheres previstas, terá obrigatoriamente, de reduzir o número de homens inscritos, sempre na proporção de 30%. Isso está, literalmente, apavorando alguns dirigentes, em especial pequenos partidos, que têm sérias dificuldades em convencer o público feminino a ingressar na campanha. Os partidos mais fortes já não têm tantos problemas. Alguns estão conseguindo montar um grupo de mulheres boas de votos. A situação realmente não é nada fácil, pois a Justiça Eleitoral promete ficar de olho no lançamento de candidatas “laranjas”, aquelas que emprestavam seu nome aos partidos e sequer faziam campanha. Agora, tanto os partidos como as “laranjas” correm o risco de sofrer punições graves. A corrida pelas candidatas promete novos lances na fase de pré-campanha. Vale prestar atenção nisso.

Emprego

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Social realiza contatos com empresas e agências de emprego de Mogi, preparando terreno para a Feira do Emprego, que deverá acontecer no próximo mês. A ideia é que tais segmentos possam expor as vagas de trabalho disponíveis na cidade, num evento que terá ainda ações voltadas para capacitação e outros serviços a desempregados.

Nova loja

Mogi das Cruzes está recebendo a 20ª loja da rede franqueadora Pinta Mundi Tintas, na rua Avenida Francisco Rodrigues Filho, Vila Suíssa, em César. O franqueado mogiano é Fábio Novaes, que já atuava na área de esquadrias de alumínio. “O mercado de casa e construção é o que mais cresce atualmente; acredito ser um momento importante para empreender nesta área”, diz Novaes.

De volta

O ex-vereador Norberto de Camargo Mangueira Engelender está decidido a retornar à Câmara Municipal de Mogi das Cruzes. É pré-candidato a vereador, segundo disse ontem a esta coluna. Vai concorrer pelo PSD.

Ser prefeita

Ela é consultora de Inovação Tecnológica para Empresas do Sebrae e integra os quadros do Renova BR, tem forte paixão pela política, além de um sonho: ser prefeita de Mogi. A jovem mogiana Jacqueline Yumi Komura traz a política no DNA. É filha do vereador Pedro Komura (PSDB) e rejeitou alguns convites vindos de outras cidades, optando por ficar em Mogi para coordenar a campanha do pai à reeleição.

Frase

Alguns são tidos como corajosos só porque tiveram medo de sair correndo.

Provérbio inglês


Deixe seu comentário