INFORMAÇÃO

A sucessão municipal ganha contornos de mais definição

No tabuleiro das eleições estão muito perto os lances que definirão o xeque-mate

Dois fatos políticos ocorridos no último final de semana na cidade poderão ter reflexos na sucessão municipal que se avizinha. O primeiro foi a janela partidária que deu ao PR a maior bancada na Câmara Municipal com cinco vereadores, deixando em segundo lugar quatro vereadores do PSDB, de Marcus Melo, e outros quatro do PSD, de Marco Bertaiolli. Outro assunto foi o discurso do deputado estadual Marcos Damásio (PL) na posse de Simei Baldani no cargo de secretário de Desenvolvimento Econômico e Social de Mogi. Afirmando que havia estado com Valdemar Costa Neto e com o presidente do partido, Tadeu Candelária, minutos antes, na manhã de sexta-feira, Damásio disse coisas do tipo: “Nosso partido sempre foi muito firme nesta questão de apoiar o prefeito Marcus Melo. E nesta manhã, eu venho aqui reafirmar este compromisso”. Sempre repetindo que falava em nome de Costa Neto e Candelária, o deputado disse que estava ali para reafirmar o compromisso do partido com Melo: “Te apoiamos na eleição, estamos ao seu lado, estamos fiéis na Câmara Municipal, com a nossa bancada e permaneceremos 3a seu lado. Conte com o nosso partido. Organizamos uma grande chapa que vai disputar as próximas eleições e estaremos do teu lado. Este é o nosso compromisso”, disse ele, interrompido por uma salva de palmas dos governistas presentes. Mal acabou a solenidade, aliados de Bertaiolli buscaram minimizar as declarações, afirmando que Damásio não estaria autorizado a dizer o que disse. E que seria chamado a atenção por isso. Até a manhã de ontem, pelo menos, não ocorrera qualquer desmentido por parte do deputado ou de seu partido. Isso indica claramente que a demora de Marco Bertaiolli em se definir quanto às próximas eleições pode ter sido decisiva na opção do PL em favor de Marcus Melo. Da mesma forma como isso também levou o vereador Protássio Nogueira a optar pelo PSDB, quando não recebeu uma posição mais clara de Bertaiolli sobre a posição do PSD nas próximas eleições municipais. O ex-prefeito, por sua vez, continua demonstrando confiança em excesso no seu poder de fogo político. Mas após tanta demora, pode acabar sobrando uma única opção a Bertaiolli: desistir de uma carreira alicerçada no cargo de deputado para voos mais altos na política nacional e voltar a Mogi para se candidatar a prefeito pela terceira vez. Se isso acontecer, não há dúvidas de que haverá uma implosão na política doméstica, com um possível realinhamento de forças, embolando ainda mais todo o meio de campo, ainda hoje um tanto indefinido. Definições urgem, sob o risco de tantos adiamentos passarem uma imagem de tibieza de quem ainda não se definiu. No tabuleiro do xadrez da sucessão municipal estamos muito perto dos lances que antecedem o xeque-mate. As próximas jogadas deverão dar o perfil definitivo do quadro sucessório.

Consumidor 

Em tempos de quarentena, o advogado Dori Boucault, especialista em defesa do consumidor, está disponibilizando, no Facebook e Instagram, vídeos bem-humorados, onde apresenta orientações para evitar que as pessoas sejam ludibriadas por espertalhões que tentam todo tipo de golpes nesse período. O vídeo que conta sua experiência com o golpe do computador gratuito, já alcançou 1.500 visualizações em três dias.

Na mesma

Quem imaginava uma possível mudança de rumos partidários do ex-prefeito Junji Abe e seu filho e atual vice-prefeito, Juliano, se enganou redondamente: os dois permanecem firmes no MDB. Questionado, na última sexta-feira, sobre eventual transferência de partido, Juliano se mostrou mais preocupado com os desdobramentos do combate ao novo coronavírus: “Nem pensei nisso”, disse o vice, a quem lhe perguntou sobre um novo partido.

Álcool em gel

O vereador Otto Flores de Rezende (PSD) e sua esposa são os proprietários da Allergic Center, uma fábrica de álcool em gel localizada no Núcleo Industrial Alcides Celestino, em César de Souza. A empresa está com a produção a todo vapor e não consegue dar conta de tantos pedidos e das filas na porta do laboratório, que produz o álcool gel 70 graus, à base de espessante vegetal, vegano, sem os costumeiros agentes químicos parabenos e petrolatos.

Quarentena

Repercutiu em todo o País a sentença da juíza Vanessa Christie Enande, de Guararema, que negou um pedido de liberdade a um preso no CDP de Mogi, sob a justificativa, entre outros argumentos, de que ele descumpriria a quarentena do coronavírus, se fosse solto. O pedido foi feito pela defesa d e Flávio Augusto Almeida Lino, 37 anos, hipertenso e preso preventivamente, sem prazo definido, sob acusação de tentativa de homicídio. “Além de não ser uma garantia de autoproteção, a liberdade do acusado coloca em risco a vida de milhares de pessoas, já que ele não teria dificuldade ou freios internos para violar regras sanitárias para permanência em casa”, alegou a juíza.

Frase

Algo subiu à cabeça de alguns integrantes de meu governo. Estão se achando demais, viraram estrelas. Vai chegar a hora deles, porque minha caneta funciona.

Jair Bolsonaro, presidente que agora ameaça demitir quem é mais eficiente que ele próprio


Deixe seu comentário