NA QUARENTENA

Ação da Prefeitura de Mogi coíbe evento com aglomeração de pessoas neste domingo

FISCALIZAÇÃO A administração municipal recebeu denúncias sobre um campeonato de pipas que estaria acontecendo no local, reunindo cerca de 400 pessoas. (Foto: PMMC)

A Prefeitura de Mogi das Cruzes interrompeu na manhã deste domingo (17), um evento com aglomeração de pessoas, em um terreno localizado na rua Antônio Fernandes, no São João. A ação foi realizada pelo Departamento de Fiscalização de Posturas, da Secretaria Municipal de Segurança, e da Guarda Municipal.

A administração municipal recebeu denúncias sobre um campeonato de pipas que estaria acontecendo no local, reunindo cerca de 400 pessoas. As viaturas foram encaminhadas para o local e dispersaram a aglomeração de pessoas, que traz riscos à saúde pública com a pandemia de Covid-19.

“Estamos vivendo uma crise sanitária, com muitas pessoas morrendo todos os dias no Brasil por conta do novo coronavírus. Infelizmente, existem situações como esta e a Guarda Municipal e o Departamento de Fiscalização de Posturas estão atuando. As pessoas devem entender a gravidade da situação e respeitar as regras de distanciamento social”, destacou o secretário municipal de Segurança, Paulo Roberto Madureira Sales.

No local do evento, o Departamento de Fiscalização de Posturas também apreendeu carretéis de linha que eram utilizadas pelos participantes do evento.

A aglomeração de pessoas não é permitida durante este período de quarentena e distanciamento social para o combate da disseminação do novo coronavírus. A Prefeitura de Mogi das Cruzes vem fazendo a fiscalização deste tipo de comportamento e também orientando sobre a necessidade de um comportamento seguro.

A população também pode colaborar com este trabalho com denúncias, que podem ser feitas pelo telefone 153, da Guarda Municipal. O serviço funciona 24 horas por dia.

Flagrante

Também neste domingo, a Guarda Municipal deteve um homem acusado de descumprimento de medida protetiva. O flagrante aconteceu no início da tarde, no bairro do Botujuru.

Os guardas municipais da Patrulha Maria da Penha receberam uma ligação de uma mulher, que é acompanhada pelo grupamento, denunciando que o acusado estava em sua casa, na rua Frei Bonifácio Harink, e queria levar a filha de ambos, sem o seu consentimento. As viaturas foram encaminhadas para o local e flagraram o agressor com  criança no trecho da avenida Francisco Rodrigues Filho que corta o bairro.

A criança foi devolvida à mãe e o acusado foi encaminhado para o 1º Distrito Policial, onde a ocorrência foi registrada e ele ficou preso, à disposição da Justiça.

A Guarda Municipal de Mogi das Cruzes intensificou o trabalho de combate à violência contra a mulher durante o período de quarentena e isolamento social para o combate à pandemia de Covid-19 e à disseminação do novo coronavírus. Com isso, as rondas e contatos telefônicos com as mulheres acompanhadas pela Patrulha Maria da Penha estão sendo feitos com maior frequência.


Deixe seu comentário