PANDEMIA DE COVID-19

Ações de fiscalização combatem aglomeração de pessoas em bairros de Mogi das Cruzes

O Departamento de Fiscalização de Posturas da Secretaria Municipal de Segurança, a Guarda Municipal e a Polícia Militar foram acionados durante o final de semana para coibir eventos que estavam provocando a aglomerações de pessoas. A operação atuou em bairros como o Parque Olímpico, Jardim Aeroporto, Jardim Camila, Chácara Guanabara, Vila Cléo, Taboão e Vila Oliveira. Foram aplicadas quatro multas. O trabalho faz parte das intervenções para evitar a disseminação do novo coronavírus e a pandemia de Covid-19.

Durante as ações, foram emitidas três autuações por desrespeito à Lei do Silêncio, no Parque Olímpico, Taboão e Vila Oliveira. Cada uma destas multas tem o valor de 30 Unidades Fiscais do Município (UFM), o equivalente a R$ 5.392,80.

Além disso, foi registrada uma autuação por Pancadão, no valor de 50 UFM ou R$ 8.988,00, nas proximidades do campo Água Verde, no Jardim Camila. Nesta ação, uma viatura do Departamento de Fiscalização de Posturas teve um dos seus vidros danificados por uma pedra. Não houve feridos.

Entre as ações flagradas pelas equipes estão pancadões, bailes funk, campeonato de pipas e festas.

“Estamos vivendo uma crise sanitária, com muitas pessoas morrendo todos os dias no Brasil por conta do novo coronavírus. Infelizmente, existem situações como estas e a Guarda Municipal e o Departamento de Fiscalização de Posturas estão atuando. Mogi das Cruzes avançou para a Fase Amarela do Plano São Paulo, mas isso não quer dizer que as pessoas devam relaxar nas medidas de distanciamento social. Pelo contrário, é preciso continuar respeitando e atentos às medidas de segurança para evitar que haja um retrocesso do que já se conquistou até aqui”, destacou o secretário municipal de Segurança, Paulo Roberto Madureira Sales.

Denúncias podem ser feitas pelo telefone 153, que funciona 24 horas por dia.


Deixe seu comentário