CARTAS

Ainda há tempo

Nunca pensei que algum dia escreveria tantas vezes sobre um mesmo assunto. A primeira vez que isso aconteceu foi em 27/09/2004, quando enviei, diretamente ao ex-prefeito Junji Abe (MDB), uma carta solicitando providências para a Avenida Miguel Gemma, no Bairro do Socorro. À época, havia estudos para a duplicação daquela importante avenida, de pista única e em precaríssimas condições. Outras tantas cartas foram escritas e, em 2008, a tão sonhada duplicação finalmente aconteceu. Só que o sonho virou pesadelo. A licitação para as obras foi vencida por uma construtora irresponsável, incapaz de construir até mesmo uma simples calçada. Como resultado, temos, desde a inauguração, uma via ondulada, desnivelada, sacolejante, trepidante, sempre esburacada e com sistema de drenagem insuficiente e inadequado. De lá a esta data, perdi a conta de quantas cartas já encaminhei a O Diário, a fim de chamar a atenção para o problema que atormenta milhares de usuários diariamente. O ex-prefeito Marco Bertaiolli (PSD), que governou a Cidade por oito anos, nunca se preocupou com aquela avenida. O mesmo acontece com o atual prefeito Marcus Melo (PSDB), que não parece disposto a corrigir o gravíssimo erro praticado por seus antecessores. Duvido que o prefeito, em sua recente viagem ao Japão e Bélgica, tenha visto por lá ruas e avenidas semelhantes à Miguel Gemma. E os 23 vereadores? Todos quietinhos, ninguém se manifesta. Mas o prefeito Marcus Melo ainda pode dar a volta por cima. Seu mandato termina em 2020 e ele ainda tem um ano e sete meses para tentar reconstruir aquela que é uma das portas de entrada e saída da Cidade. Avante, prefeito! Ainda há tempo

Paulo Sergio da Silva Pimentel

paulospimentel@yahoo.com.br