CARTAS

Ainda o atentado

Para não baixar os ânimos entre militâncias, a mídia continua insistindo que o delinquente que esfaqueou Bolsonaro era um “lobo solitário”, sendo que a PF já identificou comparsas dele na hora do crime. Mas não se privam de culpar o candidato por instigar ódio, quando estamos acompanhando há década a esquerda falar em morte, incendiar o país, etc, cada vez que alguém se mostra contra eles. O maior culpado do “nós contra eles” está preso em Curitiba. E não vimos, até agora, uma palavra apontando Lulla como instigador dessa violência que nos permeia. Será falta de memória oportuna dos nossos jornalistas? Qual o motivo para negarem dar nomes aos bois nessa tentativa de assassinar Bolsonaro? Até parece que a mídia se uniu para pintar o Brasil que sempre quiseram, paz e amor, mas não existe uma matéria publicada que não instigue à violência. Façam mea culpa, senhores, se querem o Brasil no rumo certo.

Beatriz Campos
beatriz.campos@uol.com.br