ATUALIZAÇÃO

Alto Tietê é mantido na fase Amarela do Plano São Paulo

PANDEMIA Mogi das Cruzes e cidades da região decretaram estado de calamidade pública. (Foto: arquivo)
DADOS Atualmente, 84% da população de São Paulo, incluindo Mogi das Cruzes e região, estão em áreas localizadas na etapa Amarela do Plano São Paulo. (Foto: arquivo)

Conforme expectativa de lideranças, a sub-região leste – que agrega os 10 municípios do Alto Tietê e Guarulhos -, permaneceu na fase 3 – amarela do Plano São Paulo de retomada consciente da economia. A informação foi divulgada na manhã desta sexta-feira (14) em coletiva promovida pelo Governo do Estado, na 11ª atualização do programa de enfrentamento à Covid-19. Pela primeira vez em três meses, nenhuma região de São Paulo regrediu para etapas mais restritivas. A próxima reclassificação está agendada para o próximo dia 21. Com a conclusão de mais um período de duas semanas epidemiológicas, a 12ª atualização poderá registrar novas progressões de fase se os índices de controle da pandemia e capacidade hospitalar se mantiverem com viés de queda.

Atualmente, 84% da população de São Paulo estão em áreas localizadas na etapa amarela, que permite funcionamento restrito de bares, restaurantes, salões de beleza e academias. A estabilidade de evolução da pandemia na maior parte do território paulista culminou no menor índice estadual de ocupação de UTIs (Unidades de Terapia Intensiva) por pacientes infectados que estão em estado grave. Na semana epidemiológica compreendida entre os últimos dias 7 e 13, a ocupação hospitalar média foi de 57,8% em todo o Estado.

Na última atualização, realizada na semana anterior, o Alto Tietê completou 28 dias no “amarelo”, o que facultou a reabertura de cinemas e teatros. Porém, a maior parte das cidades da região, incluindo Mogi, ainda mantém as restrições no setor, principalmente nos equipamentos públicos, conforme divulgado por este jornal.

Balanço

Os 10 municípios que integram o Alto Tietê registravam até a noite desta sexta-feira 1.079 vítimas fatais da Covid-19, com seis novas mortes notificadas nas últimas 24 horas, e 18.475 casos confirmados da doença. O montante corresponde a uma taxa de letalidade de 5,8%. O índice, que é calculado pelo número de óbitos em comparação à quantidade de registros positivos da infecção, decaiu aproximadamente dois pontos percentuais nos últimos 30 dias. Fator que, segundo o Estado, pode ter sido influenciado pelo aumento da testagem e a melhora na capacidade de tratamento dos casos mais graves da doença.

Entre os novos óbitos atrelados à Covid-19 notificados, a maior parte (3) é referente a moradores de Itaquaquecetuba. Já Mogi das Cruzes, Santa Isabel e Suzano registraram uma nova morte cada.

O índice de recuperados da doença na região era de 57,5% nesta sexta-feira. No Alto Tietê, 10.635 pacientes que testaram positivo para a Covid-19 já conseguiram superar a infecção e retornaram ao convívio social.


Deixe seu comentário