NOVO CORONAVÍRUS

Alto Tietê soma mais 22 mortes por Covid-19 nos últimos três dias

SITUAÇÃO Registros correspondem aos óbitos registrados entre a última sexta-feira até o início da noite de ontem. (Foto: divulgação)

Enquanto gestores da região travam batalhas para elevar a flexibilização da quarentena nos municípios, o final de semana foi marcado por aumento no número de mortes atreladas ao novo coronavírus no Alto Tietê. No total, são mais 22 óbitos atrelados à Covid-19 entre sexta-feira e o início da noite de ontem. O número representa elevação de 57% na comparação com o observado no final de semana anterior, quando 14 mortes provocadas pela doença foram acrescentadas às estatísticas, evidenciando que a pandemia segue avanço imprevisível no território.

Entre as vítimas fatais mais recentes, cinco residiam em Mogi das Cruzes, que segue na liderança do ranking da Covid-19 na região com 160 vítimas fatais da infecção confirmadas. Outras seis mortes são referentes a moradores de Suzano; quatro de Itaquaquecetuba; quatro de Poá; duas de Santa Isabel e uma de Ferraz de Vasconcelos. As informações foram divulgadas ontem pelas Vigilâncias Epidemiológicas. Mais 50 óbitos suspeitos estavam em investigação até o fechamento desta edição, sendo a maior parte, 20, em Ferraz de Vasconcelos, e quatro em Mogi. Ao todo são 638 falecimentos na região.

No período, mais 388 testaram positivo para o novo vírus na região. O total de infectados chega a 7.273 – número que considera apenas as pessoas que receberam resultado de exames, dos quais 4.124, moradores já foram classificados como recuperados. Ou seja, 56% dos infectados que foram testados conseguiram superar a infecção.

O índice antes apresentava crescimento, mas tem se mantido estável nas duas últimas semanas. Há ainda outros 1.882 pacientes da região que manifestaram sintomas graves ou eram profissionais da Saúde e aguardam exames para a Covid-19.

São Paulo

O Estado de São Paulo registrou 3.408 novos casos de Covid-19 entre domingo e ontem, totalizando 275.145 pessoas infectadas, segundo dados da Secretaria de Estado da Saúde. Já o número de mortes causadas pelo novo coronavírus chegou a 14.398, após aumento de 60 óbitos. As novas confirmações informadas não significam, necessariamente, que as mortes e casos ocorreram de um dia para outro, mas que foram contabilizadas no sistema neste período. No balanço geral do Estado, os números costumam ser menores no final de semana e às segundas-feiras, devido ao atraso nas notificações nestes dias. O recorde de novos casos simultâneos em São Paulo ocorreu na última sexta-feira, dia 26, quando o Estado registrou 9.921 confirmações em um período de 24 horas.


Deixe seu comentário