CARTAS

Aos nossos mestres

Um ser que possui o dom de ensinar. Que possui uma paciência ilimitada para aturar jovens mal educados, desobedientes, preguiçosos e defendidos por pais que, nos últimos 30 anos, viveram num País de faz de contas, País esse que estava sendo preparado para ser uma Venezuela ou Cuba.

Hoje vemos com alívio uma luz de esperança, quando temos um governo que demonstra a real intenção de formar cidadãos responsáveis com capacidade de gerir suas próprias vidas e não ficarem dependente de bolsa-família, tornando-se um peso para a sociedade.

Acredito que muito breve teremos ações nas escolas para impedir que um aluno agrida seu professor. E, se o fizer, vai ser punido com o rigor da lei.

Já estamos vendo escolas militares sendo formadas, cuja base é a disciplina. Com horário para estudar e também para brincar. Não apenas para ficar desocupado, pichando as escolas, usando drogas, fazendo bullying com os colegas mais fracos.

Tenham fé professores, a maioria da sociedade está do vosso lado. A maioria do povo brasileiro são cidadãos de bem. Não esmoreçam professores, sejam firmes! Vocês são a coluna de uma nação! Tenho muito orgulho de ter tido professores e mestres rigorosos na minha formação, que tornaram minha vida muito melhor!

Tenho pena desses jovens que não valorizam seus professores. Tenho pena desses pais que não conscientizam seus filhos da importância da sua freqüência e atenção nas escolas

Parabéns professores! A nação ama vocês!!

Antonio J. Garcia

antonio.garcia1955@gmail.com

Leitor do Jornal O Diário

Deixe seu comentário