LEVANTAMENTO

Aumenta o número de acidentes em estradas do Alto Tietê

DADOS Número de acidentes em vias que cortam a região, como a Mogi-Dutra, continua crescendo. (Foto: arquivo)
DADOS Número de acidentes em vias que cortam a região, como a Mogi-Dutra, continua crescendo. (Foto: arquivo)

Além de seguir as normas de trânsito, os motoristas devem se manter atentos para que os problemas na direção sejam minimizados. Manter distância segura do veículo da frente, não ultrapassar os limites de velocidade e não utilizar o celular são algumas das precauções que devem ser tomadas. Enquanto isso não acontece, o número de acidentes nas rodovias que cortam o Alto Tietê continua crescendo. Se comparado com o ano passado, o aumento foi de quase 5%, com 402 acidentes nos cinco primeiros meses de 2018 e 421 no mesmo período de 2019.

Em nota, a 4ª Companhia do 1º Batalhão de Polícia Rodoviária afirmou que “em conjunto com o Departamento de Estradas de Rodagem (DER/SP) e a Concessionária Ecopistas tem realizado operações com vistas à segurança dos usuários e a fluidez do trânsito em toda a malha viária da região do Alto Tietê”. Lembrou ainda que essas rodovias são locais com grande movimentação de veículos, principalmente com destino ao Vale do Paraíba, Serra da Mantiqueira, Litoral Norte e Aeroporto Internacional de Guarulhos/SP.

O Policiamento Rodoviário informou também que tem intensificado ações e operações com a utilização do radar, a fim de coibir o excesso de velocidade; fiscalização de alcoolemia, que flagra condutores alcoolizados; cavalo de aço, que efetiva a fiscalização de infrações cometidas por motociclistas; saneamento, que é a retirada de circulação de veículos sem condições de segurança; fiscalização de trânsito irregular pelo acostamento e ultrapassagens proibidas, além da intensificação da ostensividade policial, de forma que a presença maciça de agentes reduza o número de acidentes e iniba a prática de crimes.

Ainda pensando na maior segurança, a Polícia Rodoviária estabeleceu o Programa de Redução de Acidentes de Trânsito e Segurança Viária entre o período de 2011 a 2020, desenvolvendo as operações acima descritas.

Com isso, registrou um total de 35.320 autuações em 2019 contra 34.830 em 2018, sendo 716 por embriaguez, 2.946 de ultrapassagem, 8.003 de cinto de segurança, 923 de uso indevido do celular, 2.319 por mau estado dos veículos, 4.108 em motocicletas e 19.235 por excesso de velocidade. Contudo, ainda infrações como estas, além de pedestres que transitam na via e cruzam o fluxo sem atenção e os cuidados indispensáveis à segurança, têm sido as maiores causas do número de acidentes.