ATRAÇÃO

Banda faz shows gratuitos de blues e rock em Mogi das Cruzes

MUSICAL E SOCIAL Hoje, Beto Felix (bateria), André Pavani (baixo) e Alê Morales (guitarra e voz) apresentam canções autorais e bem-humoradas no Oropó, e nas semanas seguintes vão para Jundiapeba e Vila Cléo. (Foto: divulgação)
MUSICAL E SOCIAL Hoje, Beto Felix (bateria), André Pavani (baixo) e Alê Morales (guitarra e voz) apresentam canções autorais e bem-humoradas no Oropó, e nas semanas seguintes vão para Jundiapeba e Vila Cléo. (Foto: divulgação)

O objetivo do Mr. Jaw, um trio musical de Bertioga, é levar blues, teatro, rock e poesia àqueles que tem acesso limitado à cultura e arte. Depois de se apresentar em sua cidade natal e em outros palcos da região, o grupo chega agora a Mogi das Cruzes, com shows gratuitos nos bairros Oropó (hoje), Jundiapeba (dia 20, domingo) e Vila Cléo (dia 03 de novembro, domingo), sempre das 14 às 16 horas.

A ideia de levar manifestações artísticas para a periferia surgiu dos próprios integrantes da banda – Beto Felix (bateria), André Pavani (baixo) e Alê Morales (guitarra e voz) –, que perceberam que “o rock sumiu das ruas”. “As pessoas não escutam mais pois não têm acesso a este gênero, já que quase não há gente tocando. Então montamos projeto ‘Blues e Poesia na Comunidade’ em Bertioga, com apresentações mensais numa pequena comunidade caiçara”, afirma Alê.

Mas como e por que a programação chegou em Mogi? “Porque é uma cidade vizinha e quisemos inverter o fluxo. Sempre recebemos artistas de Mogi, mas quase não acontece o contrário”, explica o vocalista e líder do trio, que durante a entrevista a O Diário deu uma demonstração das músicas autorais.

São canções bem-humoradas, com muita influência do rockabilly, mas também de outros estilos, como groove, tango, ritmos latinos e nordestinos. E entre uma faixa e outra, o grupo abre espaço para outras manifestações artísticas, como a literatura e o teatro, que fica a cargo do ator Robson Alexandre, que acompanha todos os shows.

Formado no palco e forjado na rua, Robson adora o perigo do improviso. Sua performance emociona e faz rir em segundos com os poetas e personagens que leva na “gibeira da sua alma caiçara e nordestina”.

A intenção da Mr. Jaw, que está na estrada desde 2017, tem um EP lançado e se prepara para divulgar novos materiais nas plataformas digitais, é continuar expandindo o projeto para outras cidades. “Casas de shows não costumam abrir espaço para bandas autorais, e por isso vamos continuar investindo em festivais como esse”, diz Alê.

Os endereços de cada uma das apresentações em Mogi podem ser consultados em facebook.com/mrjawbluesrock e outras informações sobre o projeto estão disponíveis pelo telefone (13) 9.9790-2914.

Deixe seu comentário