AUTORAL

Banda mogiana Bravaguarda lança novas músicas

EM BOA FASE Depois de ter feito a abertura do show da Pitty no último mês de dezembro, a banda formada por Danilo e Guilherme Barreto, Milo Andreo e Pablo Melo tocará no palco da Scalene, em abril. (Foto: divulgação)
EM BOA FASE Depois de ter feito a abertura do show da Pitty no último mês de dezembro, a banda formada por Danilo e Guilherme Barreto, Milo Andreo e Pablo Melo tocará no palco da Scalene, em abril. (Foto: divulgação)

Novas músicas, loja virtual e grandes shows são as apostas da banda Bravaguarda, formada por três mogianos e um paulistano, para o primeiro semestre de 2020. O primeiro dos três singles inéditos foi lançado na semana passada e sugere o clima leve que terá a performance do grupo nesta temporada, quando está prevista a abertura para a banda Scalene em palco mogiano e depois turnê na região Sul do país.

Na estrada desde 2009, e com a formação atual desde 2014, o quarteto decidiu começar o ano com uma feliz gravação de um som de Gilberto Gil. Feliz porque a boa energia e a musicalidade suave do autointitulado “folk de garagem” que a Bravaguarda toca combina bem com a vibe tropicalista. Ao perceber isso, Pablo Melo, Danilo e Guilherme Barreto e Milo Andreo decidiram, como pontapé inicial das novidades, gravar ‘Palco’, canção lançada originalmente em 1981.

Logo no início do single, quem já ouviu outras canções da banda consegue facilmente identificar algumas de suas características: os vários vocais e os instrumentos que, unidos, revelam alegria: banjo, violão, guitarra, bateria e teclado. “Em um dos ensaios nós estávamos discutindo possíveis releituras, pra tocar nos shows. Tinha que ser algo que o público soubesse cantar e que fosse dançante, mas que também não fosse óbvia”, conta Pablo sobre a escolha da faixa, redescoberta durante uma viagem ao Pará, no Revéillon, e que ganhará videoclipe próprio.

Há outras duas novidades prometidas para os próximos meses. Uma delas é uma regravação do principal hit da Bravaguarda, ‘Abra Essa Janela’, agora em versão acústica e com um vocal extra, feminino, da cantora Cys Mendes; e a segunda será inédita. Nomeada ‘Chega’, a letra da composição ainda segue em segredo, mas os rapazes garantem que será “super fácil de cantar” e muito “emocionante”.

Com um disco lançado de maneira independente em 2018 (‘Abra Seus Olhos’), os três lançamentos abrem espaço para uma nova janela de músicas que serão divulgadas durante todo o ano. Como todo o trabalho é independente, para ajudar a custear as gravações, os clipes e a manutenção de equipamentos, o grupo aposta numa lojinha online que vende camiseta, canecas, CD e adesivos.

“A ideia é ser uma fonte de renda para investir nos materiais que a gente faz, além de fidelizar os fãs e gerar mais conteúdo”, explica Guilherme, depois de comemorar o sucesso que a banda vem alcançando, não só nas redes e sociais e em plataformas de streaming, como o Spotify, onde as músicas registram mais de 30 mil execuções, mas também nos palcos.

Se em abril próximo a Bravaguarda vai abrir o show da Scalene em Mogi, banda de projeção nacional, vice-campeã do reality show musical Superstar, exibido pela TV Diário em 2015, em dezembro último ela abriu o show da roqueira Pitty, também em solo mogiano. Nas palavras dos rapazes, “uma experiência que vai ficar pra sempre na memória”.

Mesmo que um dos microfones tenha falhado em certo momento deste show, o resultado foi positivo e gerou conteúdo para o canal do grupo no YouTube. “Abrir para uma artista tão grande e ter milhares de pessoas ouvindo nosso som autoral, as músicas que a gente fez, as nossas letras e arranjos, foi incrível”.

Essas oportunidades fazem com que o grupo se conecte mais à própria cidade, o que não acontecia no início da carreira, quando eram reconhecidos mais fora do que dentro de Mogi. Os vínculos com outros cantos do país, porém, continuam ativos, e por isso a temporada atual reserva uma turnê pela região Sul, ainda sem locais e datas divulgados. Para acompanhar a agenda da banda e todos os lançamentos, o endereço é facebook.com/bravaguarda.


Deixe seu comentário