APRESENTAÇÃO

Banda mogiana Segundo Início estreia show no Centro Cultural de Mogi

SENTIMENTO Paulo Vecchio (voz), Alan Domingues (guitarra), Allan Mello (bateria) e Claytin Bronx (contrabaixo) apresentam um rock melódico e maduro com o novo álbum que já está disponível nas plataformas digitais. (Foto: divulgação)

Na estrada desde 2009, a banda Segundo Início sobe ao palco do Centro Cultural às 20 horas desta sexta-feira, pela programação do aniversário da cidade. Gratuito, será o primeiro show do grupo em Mogi, já que, apesar de os integrantes serem da cidade, ganharam projeção na internet, nas rádios e em outros municípios, principalmente em São Paulo.

Além de ser a estreia da Segundo Início por aqui, o evento marca o lançamento do novo EP, ‘Volto Logo’. Com três músicas, sendo duas originais e uma regravação em estilo rock de ‘Seu Amor Ainda é Tudo’, de Moacyr Franco, este álbum representa um amadurecimento do grupo, que em 2017 surgiu sem roupa no clipe ‘Verdade Nua e Crua’, em forma de protesto, alcançando mais de um milhão de pessoas no YouTube.

Na época a banda optou por seguir uma linha mais livre e independente e disponibilizou o EP ‘Verdade Nua e Crua’ direto nas redes sociais. O mote deste trabalho era falar sobre preconceitos, mas a alta repercussão não era imaginada, como conta o vocalista Paulo Vecchio, que hoje vê a necessidade de falar sobre “outros temas”.

A mudança nas letras trouxe mais sentimento ao som, o que é percebido logo nos primeiros versos de ‘Volto Logo’: ‘Sempre que estou sozinho/minha alma chora/dói muito ficar sem um pedaço de mim’. Mais do que um olhar poético, Paulo explica que houve mudança também nos bastidores. “O novo disco foi produzido por Luiz Carlos Maluly, produtor de renome nacional, que lançou o RPM e trabalhou com vários nomes do sertanejo”.

Por isso, o show do Centro Cultural será parecido com o primeiro CD, ‘Xeque Mate’, lançado em 2015. As novas músicas, porém, são mais melódicas e trazem a evolução que não só Paulo mas também Alan Domingues (guitarra), Allan Mello (bateria) e Claytin Bronx (contra-baixo) tiveram nos últimos anos.

Exemplo desta evolução é o single ‘Minha Vez’, que em 2016 fez parte da coletânea New Acts 2, feita no estúdio Midas, pelo consagrado produtor Rick Bonadio. De acordo com alguns rankings, a faixa foi a mais executada do gênero no mês de seu lançamento.

Com toda essa experiência e repleta de influências do rock nacional e internacional, a apresentação desta sexta-feira terá, além das canções originais, covers de nomes como Cazuza, Barão Vermelho, Plebe Rude, Legião Urbana, Titãs e outros. “Esperamos finalmente ter contato com nossa cidade. Nossas músicas estão tocando em 80 rádios por todo o Brasil e temos participado de programas de TV, mas ainda não nos apresentamos em Mogi”, diz Paulo, que enxerga a data como uma “abertura para novos concertos” por aqui.

Na verdade, por mais que já tenham 10 anos de estrada, os rapazes da Segundo Início fazem poucos shows. O sucesso deles se dá no ambiente online, tanto que amanhã o público participará de momentos interativos, a partir de lives no Facebook.

O Centro Cultural está localizado ao número 360 da Praça Monsenhor Roque Pinto de Barros, no Centro. Outras informações estão disponíveis pelo telefone 4798-6988, e é possível ouvir as músicas da Segundo Início no YouTube ou Spotify e acompanhar a agenda em facebook.com/segundoinicio/.