FASE AMARELA

Bares e restaurantes poderão reabrir e lojas ganham mais duas horas

RETOMADA Mais estabelecimentos comerciais do Alto Tietê poderão abrir a partir desta segunda-feira, na fase amarela do Plano São Paulo. (Foto: arquivo)
RETOMADA Mais estabelecimentos comerciais do Alto Tietê poderão abrir a partir desta segunda-feira, na fase amarela do Plano São Paulo. (Foto: arquivo)

Mogi das Cruzes migrou para a fase amarela do Plano São Paulo e a partir da próxima segunda-feira poderá reabrir novos setores, como bares, restaurantes, pizzarias, salões de beleza, clinicas de estética, escolas de educação complementar e até mesmo as academias de ginásticas. O processo de flexibilização requer o atendimento de protocolos de segurança e normas sanitárias específicas para cada setor. Essa terceira etapa do programa de retomada econômica permitirá a ampliação do horário de atendimento do comércio de rua, shopping centers e serviços que já estavam abertos na fase laranja.

O avanço para essa nova etapa em todo Alto Tietê foi anunciada pelo governador João Dória (PSDB), no Palácio dos Bandeirantes, com base na avaliação feita pelo Centro de Contingência do Coronavírus do Estado dos índices de ocupação de leitos e do controle da pandemia na região.

Na opinião do prefeito Marcus Melo (PSDB), esse avanço representa “todo o esforço” feito por Mogi e cidades vizinhas para ampliar o número de leitos na região, sem afrouxar as normas de segurança. Ele acredita que a mudança de fase vai promover “um impacto positivo” na economia da cidade, permitindo que o comércio e serviço possam faturar mais e abrir novas vagas de emprego. “É um sinal de que estamos começando a voltar à normalidade. Mas é muito importante que as pessoas mantenham o isolamento social e sigam todas as orientações para evitar qualquer tipo de retrocesso e para que possamos chegar em breve na fase verde do Plano São Paulo”, reforça.

Logo após o anúncio, Melo se reuniu com representantes do Comitê Gestor de Retomada Gradativa de Atividades Econômicas do município para definir as estratégias de reabertura a serem seguidas. O Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê (Condemat) delegou que as próprias cidade estabeleçam os horários para os funcionamentos, dentro das seis horas diárias permitidas e do que for acordado com as categorias.

Os municípios, segundo o Condemat, adiantaram a validação dos protocolos de segurança para que possam retomar o funcionamento já na segunda-feira. Em Mogi, os horários foram definidos em conjunto com entidades que representam os setores, como no caso da Associação Comercial de Mogi (ACMC) (Veja quadro).

Os novos segmentos que vão poder ter reabertura gradual na fase amarela, como os bares, restaurantes, pizzarias, lanchonetes terão que atender os clientes em ambientes ventilados, seguindo as normas sanitárias. Está proibido o sistema de comida por quilo.

No caso dos salões de beleza, a ocupação máxima é mantida em 40%, com atendimento agendado, distanciamento entre as cadeiras, entre outras regras. As academias vão reabrir com 30% da capacidade e seguir uma série de normas estabelecidas para o setor: estão autorizadas as atividades individuais agendadas previamente, os equipamentos têm que ser higienizados constantemente, e o uso dos chuveiros dos vestiários estão suspensos. Na área de educação complementar – escolas de idiomas, música e atividades diversas -, são os municípios que devem definir a abertura de acordo com os protocolos para a educação.


Deixe seu comentário