EXPOSIÇÃO

Batman é tema de mostra no Centro Cultural de Mogi

DIFERENTES VERSÕES Artistas mogianos e de São Paulo criaram desenhos inéditos do herói para a exposição que terá também informações técnicas sobre o personagem. (divulgação)
DIFERENTES VERSÕES Artistas mogianos e de São Paulo criaram desenhos inéditos do herói para a exposição que terá também informações técnicas sobre o personagem. (divulgação)

Para comemorar os 80 anos do Batman, um dos personagens mais famosos e queridos dos quadrinhos, a Secretaria de Cultura de Mogi das Cruzes está preparando uma mostra especial, que será aberta ao público a partir desta terça-feira, dia 16, no Centro Cultural. Com a presença do grupo de pesquisa Mansão Wayne, uma escultura produzida em clay hard (argila à base de óleos) e ilustrações inéditas de 13 artistas diferentes, a exposição também contará com painéis explicativos e por isso poderá ser curtida até mesmo por quem não conhece tanto o homem-morcego.

Cada um dos ilustradores teve a liberdade de trabalhar uma fase diferente de Batman, que, em oito décadas de histórias publicadas, já esteve presente em diferentes realidades e ostentou vários uniformes. Além de alguns artistas de Mogi, como Douglas Franchin, que representa a fase atual do herói, Carlos Tostes, que o mostra na versão do futuro, Pablo Vergílio, que o esculpiu e Renan Siqueira, que desenhou a cidade de Gotham, outros desenharam as versões clássicas, animadas e até mesmo fantasiosas, como uma vampiresca. São eles: Germana Viana, Jonatas Tobias, Anderson Cabral, Monique Moon, Gabriela Nascimento, Coletivo Camuçada (Antonio Santos e Claudio Murena), Fransergio Rodrigues, Erik Elidio e Daniele Rios Boleeiro.

Todos estes nomes estiveram sob a apuração de André Morelli, paulistano que mora em Mogi há três anos. Palestrante e pesquisador de cultura pop, ele atua na revista Mundo dos SuperHeróis e é entendido do assunto. “O motivo da exposição é óbvio. São 80 anos da criação do Batman, um dos grandes ícones deste gênero e praticamente um sinônimo quando se pensa em super-herói”, diz ele.

Na visão de André, momentos como este são viáveis hoje pois vivemos numa época em que conteúdos nerds e geeks, como revistas em quadrinhos, são populares. “Eles se tornaram fonte de inspiração para materiais de diferentes mídias, como games, animações, filmes e séries de TV. Ou seja, o que antes era de nicho hoje é um grande mercado”.

E como o personagem homenageado tem uma trajetória longa, o curador da mostra revela ter sido fácil buscar referências para as ilustrações. “Ele já apareceu de formas absolutamente diferentes em todos os tipos de mídia, então pareceu ser lógico pedir aos artistas para se inspirarem em algumas destas versões. Isso tornou o material muito rico, sempre acompanhado por textos informativos sobre as origens”.

Para a administração pública, o evento é mais uma oportunidade de reforçar a presença da comunidade geek mogiana. A 2ª Semana Nerd/Geek teve início no segundo dia do mês e terminou na última sexta-feira, 12, quando uma exposição de board games deu espaço para a montagem sobre o homem-morcego. Ou seja, julho está sendo praticamente inteiro dedicado a este gênero, que é curtido por pessoas de todas as idades.

Como diz o coorganizador da mostra, Luis Uchoa, da Secretaria de Turismo, “não dá mais para definir este público como sendo apenas infantojuvenil”. “Exemplo de que todo mundo curte a cultura pop foi o show da banda Rock’n Ronin, na última quinta-feira, 11. Eles tocaram aberturas de animes e seriados antigos, dos anos 1980, e o público, cerca de 80 pessoas, vibrou e cantou junto”.

De acordo com Luis, Mogi é pioneira na região, pois tem “um órgão atrelado a gestão pública com atenção voltada aos nerds”. Ele diz que uma comissão específica tem pensado em diversas ações não só para quem aqui reside, mas também para os turistas. “Nossa ideia é atrair as cidades vizinhas para participar de diferentes segmentos, desde palestras técnicas a oficinas e exposições”.

Na opinião da Cultura e do Turismo, pastas que trabalham juntas na divulgação deste segmento, a proximidade do município com a capital e também com o litoral contribuem para a construção deste cenário favorável. “Temos recebido parceiros, e com isso a tendência é que os eventos aumentem”, resume Luis.

Para conferir as artes de ‘Batman 80 anos’ basta comparecer no Centro Cultural, que fica na Praça Monsenhor Roque Pinto de Barros, 360, no Centro, entre os dias 16 e 27, das 8 às 17 horas. A entrada é gratuita e outras informações estão disponíveis pelo telefone 4798-6988.