NOVENA

Bênção a ex-festeiros e ruas abre a Festa do Divino de Mogi 2020

TRADIÇÃO Os festeiros percorreram ontem várias ruas e passaram em frente à casa de 38 ex-festeiros. (Foto: Fábio Aguiar)
TRADIÇÃO Os festeiros percorreram ontem várias ruas e passaram em frente à casa de 38 ex-festeiros. (Foto: Fábio Aguiar)

A passagem da bandeira em frente às casas de 38 ex-festeiros marcou a abertura oficial da Festa do Divino, na tarde de ontem. Foi a maneira encontrada para marcar o início do principal evento religioso católico da cidade que, neste ano, não terá público e nem as manifestações culturais e folclóricas por causa da pandemia da Covid-19.

O padre Diogo Shishito abençoou os devotos na Catedral de Santana. A programação religiosa seguirá nos próximos dias. Dom Pedro Luis Stringhini celebra hoje, às 19h30, a primeira missa da novena que prepara os católicos para Pentecostes, um símbolo, para a religião católica, da santíssina trindade, formada pelo pai (Deus), o filho (Jesus) e o Espírito Santo.

O programa da festividade destaca que os devotos devem permanecer em casa. O isolamento social é uma das maneiras de atenuar a pressão dos hospitais para o atendimento dos pacientes infectados pelo coronavírus. As celebrações serão transmitidas pelas redes sociais.

Ontem, os festeiros deixaram a casa onde residem, em César de Souza, em uma carreata, com poucos veículos, e percorreram as casas dos ex-festeiros. Foi um momento de emoção. Altares familiares foram preparados por algumas famílias. Mas, não houve contato pessoal, apenas a passagem pelas ruas.

O festeiro e vereador Mauro de Assis Margarido afirmou que a tradição da Festa do Divino será mantida. “A emoção e a dedicação serão as mesmas, sempre. Nós acreditamos que todos os desafios serão vencidos e o que é mais importante, vamos preservar a saúde das pessoas e mas manter a devoção ao Divino. Não teremos a quermesse, mas Deus, no tempo dele, está preparando tudo para que, quando for possível, a Festa aconteça como antes”.

Agenda

As missas e bênçãos, como a primeira alvorada, às 5 horas de amanhã (dia 23), serão transmitidas pelas redes sociais da Diocese de Mogi das Cruzes, repetindo uma fórmula adotada pelas igrejas católicas desde o início da pandemia.

Após a primeira noite da novena, hoje, na Catedral, até o próximo dia 30, as missas acontecerão nas paróquias.

Ao invés das rezas diárias para acordar a cidade e anunciar mais um dia da Festa, a Alvorada será um tríduo, com a realização de orações amanhã, na segunda-feira, dia 25, e no próximo dia 31 de maio, data de encerramento da Festa do Divino. Não haverá devotos, e nem o tradicional café da manhã, segundo informou o festeiro.

A programação e a transmissão das celebrações podem ser acompanhadas nos endereços virtuais da Festa: (http://festadodivino.org.br/ ou ainda https://www.facebook.com/festadodivinodemogidascruzes

@divinomogi).


Deixe seu comentário