Bial e um palco para múltiplas falas

Exibido de segunda a sexta, o ‘Conversa com Bial’ vai reunir e debater assuntos relevantes e contará com um time de colunistas de vários segmentos, além de música

Conversa – substantivo feminino. Troca de ideias ou de opiniões entre duas ou mais pessoas; bate-papo, conversação, diálogo.

Com – preposição. Entre outros usos, entra na formação de adjuntos circunstanciais que indicam companhia, ajuntamento.

Bial – sobrenome de origem lituana. Teria chegado ao Brasil por meio de uma família alemã. Seu representante mais famoso no país é Pedro, jornalista, escritor, poeta, cineasta e apresentador.

A junção dos três termos já prenuncia o objetivo do novo programa da Globo: um espaço aberto para o diálogo, para os encontros, para a descoberta de diferentes visões de mundo, para ouvir e ser ouvido. E liderado por Pedro Bial, que traz o que o talk show tem em sua essência: um palco para múltiplas falas, opiniões, repercussão… um palco para conversas. “As conversas nos levam muitas vezes para caminhos inesperados quando a gente se encontra com alguém”, opina o apresentador.

Foto: Divulgação TV Diário

Exibido de segunda a sexta, o ‘Conversa com Bial’ vai reunir, em um só lugar, assuntos que possam ser relevantes ao espectador independentemente da forma como eles serão apresentados. Quando couber um debate, Bial fará as vezes de mediador, mas, na presença de um único convidado, será mais do que um entrevistador, tornando-se parte de um diálogo maior. Quando a relevância se fizer presente fora dos limites do estúdio, o apresentador dá espaço ao repórter, que sairá em busca de um papo interessante em lugares variados, refletindo sobre a notícia, em vez de reagir sobre ela.

A atração contará com um time de colunistas de diversos segmentos – o escritor Sérgio Rodrigues, a cantora Karol Conká, o historiador Eduardo Bueno e o economista José Márcio Camargo, entre outros – para participarem do programa sempre que o assunto em pauta estiver relacionado às suas áreas de conhecimento. Eles podem sentar no sofá com o entrevistado do dia e fazer um complemento ao papo, assim como fazer uma exposição final sobre o tema do programa.

Foto: Divulgação TV Diário

Para inserir uma pitada de humor, o ‘Conversa com Bial’ contará com o roteirista Renato Terra e integrantes do Sensacionalista para comentar os assuntos da atualidade. Sempre que o momento pedir, o programa contará com o trabalho dos humoristas no palco ou fora dele. A conversa, por vezes, ganhará melodia. Uma banda com músicos de São Paulo, reunidos pela primeira vez, estará no palco para também receber artistas convidados – não necessariamente cantores, mas todos os que se animarem a soltar a voz ou tocar um instrumento – para apresentações musicais, uma das características marcantes do gênero talk show.

Para acompanhar as linhas de raciocínio da conversa, o cenógrafo Milton Di Biasi foi buscar no modernismo e nas obras de Oscar Niemeyer as referências para o cenário do programa: “O que dentro do adjetivo moderno tem lá dentro? A sinuosidade. Como a conversa flui, o cenário não poderia ser uma reta, ele dá voltas assim como o pensamento, que é ondulante, cheio de curvas”. Apesar de amplo, para contemplar todas as necessidades editoriais do programa, foi criada uma sensação de aconchego e informalidade graças ao uso de madeira em quase todo o espaço. Os painéis de LED surgem como uma tela em branco para a sobreposição de imagens que mudam sempre que a conversa pedir.

O ‘Conversa com Bial’ estreia na terça-feira, dia 2 de maio, logo após o ‘Jornal da Globo’, e conta com a apresentação de Pedro Bial, com a direção artística de Monica Almeida e com a direção de conteúdo de Ingo Ostrovski.