CARTAS

“Black Fraude”?

Mais uma vez estamos nos aproximando desse período de ofertas denominado Black Friday, copiando evento semelhante realizado nos EUA. Só que por aqui, diferentemente de lá, os descontos nos preços das mercadorias sempre foram reais, o que sempre levou muita gente a permanecer em longas filas para se beneficiar das ofertas dos diferentes produtos colocados à venda nas lojas físicas. Por aqui, o que sempre costumava acontecer eram as elevações prévias de preços que caíam artificialmente no dia da promoção, fazendo valer a piada de que se comprava “tudo pela metade do dobro”. Isso ficou patente nos últimos anos e é por isso que, com as pessoas fiscalizando os preços muito anteriormente ao dia da Black Friday, espera-se que neste ano não ocorra mais a chamada “Black Fraude”. Quem quiser lucrar, terá mesmo que baixar os preços e não utilizar artimanhas como no passado. O povo não é mais bobo, lembrem-se disso.

Martha Teodoro Wisnick

martha.tewi@gmail.com

Sob pressão

Depois de cinco jogos sem vencer, finalmente a Seleção Brasileira derrotou a fraca Coreia do Sul, por 3×0, em Riad, na Arábia Saudita. Mas o técnico Tite continua sob forte pressão, já que temos pela frente uma difícil eliminatória, a ser disputada já no ano que vem. E, a continuar a apatia e falta de criatividade desta seleção, o Brasil terá dificuldades para se classificar para a Copa do Catar, em 2022. Ou seja, parece que o tempo de Tite, se esgotou. Depois de quase quatro anos no comando da seleção canarinha, sequer conseguiu renovar o elenco, mesmo depois de decepcionar na Rússia, em 2018.

Paulo Panossian

paulopanossian@hotmail.com


Deixe seu comentário