CARTAS

Bola nas costas

Jair Bolsonaro, que se gaba de dizer que é amigo de Donald Trump, e muito o bajula, mais uma vez toma bola nas costas. Já que os EUA, ao indicar um americano para presidir o Banco Interamericano de Desenvolvimento (Bird), frustra o Planalto. Porque havia entendimento com o pessoal da Casa Branca de que a preferência seria de um candidato brasileiro para esse posto. Aliás, Trump e Bolsonaro se combinam. Ou seja, são autoritários, insensatos e inconfiáveis.

Paulo Panossian

paulopanossian@hotmail.com


Deixe seu comentário