CADERNO A

Buscando entretenimento em tempos de coronavírus

(Foto: divulgação)

SEGURANÇA Programas de TV, jogos de videogame e leitura são algumas das melhores opções para manter a família em casa

Desde a última segunda-feira, considerando as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS), a Prefeitura de Mogi das Cruzes decidiu fechar, por tempo indeterminado, o Teatro Vasques, assim como o Centro Cultural, a Casa do Hip Hop, o CEU das Artes e todos os museus da cidade, para ajudar a conter a pandemia de coronavírus. Isso quer dizer que shows, apresentações, espetáculos e demais atividades nestes endereços foram cancelados e/ou adiados.

Da mesma maneira, escolas e muitos empreendimentos particulares, como o DigiClub e o Canto de Cabocla, redutos da música autoral mogiana, estão fazendo o mesmo, e a recomendação geral é ficar em casa. Em outras palavras, a agenda cultural de Mogi está vazia. Porém, “ficar em casa” não é sinônimo de férias, e além dos amplamente divulgados cuidados higiênicos, deve-se entender a importância da instrução de evitar aglomeração, cujo objetivo é impedir que o número de pessoas infectadas aumente. A reportagem de O Diário entende, porém, que ficar parado pode ser muito entediante, e por isso separamos algumas das melhores opções de entretenimento dentro de casa.

– Televisão

Além das mudanças na grade de programação da TV Diário, que teve programas como o ‘Mais Você’ subtraídos para dar mais espaço ao jornalismo e a divulgação de informações sobre o coronavírus, as novelas exibidas pela emissora também passam por alterações, mas continuam sendo opção de entretenimento, sobretudo para relembrar momentos marcantes de folhetins do passado, já que as gravações das tramas atuais foram paralisadas.

O final de ‘Malhação: Toda Forma de Amar’ será antecipado para o mês de abril, e depois a telinha recebe um compacto de ‘Malhação: Viva a Diferença’ (2017-2018). Já ‘Éramos Seis’ chega ao fim no dia 30, e na sequência vai ao ar um compacto de ‘Novo Mundo’ (2017). Na faixa das sete, ‘Salve-se Quem Puder’ terá uma pausa. O último capítulo já gravado vai ao ar no dia 28, e depois o horário terá um resumo de ‘Totalmente Demais’ (2015). Situação semelhante acontece com ‘Amor de Mãe’, cuja primeira fase se encerra neste sábado, dia 21, dando lugar ao compacto de ‘Fina Estampa’ (2011-2012).

No entanto, se as novelas não fizerem o gosto do espectador, é possível aproveitar o que muitas das operadoras de televisão por assinatura têm feito: a liberação de canais extra. A rede Telecine, por exemplo, liberou seis canais dedicados a filmes em todas as plataformas, e o mesmo acontece com o catálogo de atrações esportivas em algumas companhias. Isso sem contar os sistemas de streaming, como o Globoplay, maior plataforma brasileira do gênero, que oferece acesso grátis por sete dias a mais de 840 títulos diferentes. E também são opções o consumo de música, shows de comédia e muitas outras atrações audiovisuais disponíveis na internet.

– Crianças

Mesmo que espaços como Parque Centenário, Parque da Cidade, Parque Leon Feffer, centros esportivos e academias da terceira idade estejam ainda abertos e funcionando, eles devem ser evitados. Isso porque podem receber muitas pessoas, o que deixa os ambientes mais vulneráveis a presença do coronavírus. No entanto, se sair com as crianças não é uma opção, o que pode ser feito para distraí-las, considerando que as aulas estão suspensas?

A resposta está na criatividade, e pode envolver jogos de videogame em ambiente online com os amigos ou atividades offline, como jogos de mímica ou stop/adedanha. Também são bem-vindas “sessões pipoca” com filmes e animações educativas, ou ainda momentos de estudos e contação de histórias. O importante é fazer os pequenos relaxarem com brincadeiras que as façam desligar da ideia de ir ao cinema, por exemplo.

– Leitura

De acordo com os dados da última pesquisa Retratos da Leitura do Instituto Pró-Livro, divulgada em 2016, 44% da população brasileira não lê e 30% nunca comprou um livro. É possível melhorar estes números durante a “quarentena”, já que uma das melhores opções para quem está em casa é ler. E o melhor é que hoje em dia não é preciso sair de casa para fazer isso, já que existem diversas maneiras de consumir textos. Além de poder adquirir títulos direto pelo celular, em formato digital, estão à disposição em vários aplicativos os audiolivros, que permitem que os consumidores façam outras atividades enquanto absorvem o conteúdo. A dica da leitura vale para todas as idades, e inclusive pode ser feita em conjunto, com discussões em família sobre o que cada um lê.

Outras informações sobre as atividades suspensas na cidade e também sobre medidas de prevenção ao coronavírus estão disponiveis em mogidascruzes.sp.gov.br.


Deixe seu comentário