SITUAÇÃO

Câmara de Mogi volta a pressionar o governo do estado por definição sobre pedágio na Mogi-Dutra

LOCAL Técnicos da Artesp anunciaram a instalação de praça de pedágio no km 45 da Mogi-Dutra. (Foto: Elton Ishikawa)
LOCAL Técnicos da Artesp anunciaram a instalação de praça de pedágio no km 45 da Mogi-Dutra. (Foto: Elton Ishikawa)

A Câmara de Mogi volta a pressionar o governo para tentar impedir a instalação de um pedágio no km 45 da rodovia Mogi-Dutra. O Legislativo está encaminhando uma nova moção de apelo ao governador João Doria (PSDB), ao presidente da Assembleia Legislativo do Estado de São Paulo (Alesp), Cauê Macris (PSDB) e aos deputados do Alto Tietê para pedir mais apoio à causa. Os vereadores pretendem ampliar a rede de mobilização com a participação popular.

O assunto foi tratado em plenário durante a sessão de ontem pelo autor da proposta, o vereador Péricles Baub (PL), que não poupou críticas ao governo por não ter levado em consideração a posição da cidade contrária a medida, que poderá segregar cerca de 30 mil moradores de bairros e condomínios próximos da Serra do Itapeti, além do polo industrial e agrícola do distrito do Taboão

A Casa já havia encaminhado no início deste mês uma outra moção de repúdio contra o projeto, além de oficios destinados aos deputados, ao governador e à Agência de Transportes do Estado de São Paulo (Artesp), solicitando um encontro para tratar do assunto, mas não obteve o retorno esperado, apenas uma resposta da Agência reforçando a intenção de instalar o pedágio.

“A Câmara está sendo humilhada e ignorada. Mogi está sendo estrupada pelo governador, que está jogando 30 mil pessoas para fora da cidade com essa cerca chamada pedágio. Com certeza essas pessoas passarão a frequentar outras cidades de em vez de ir para Mogi. Não podemos permitir isso. Temos que acionar os deputados para que entendam as nossas necessidades já que o governador é insensível a isso”, criticou Baub.

Ele obteve apoio dos seus pares, que reforçaram a necessidade de unir forças. O pedágio em Mogi está no plano de concessão das rodovias litorâneas, que inclui a Mogi-Dutra e Mogi-Bertioga.

Deputados

Ontem o deputado federal Bertaiolli e o deputado estadual, Estevam Galvão (DEM) protocolaram um ofício destinado ao Doria; ao secretário estadual de Logística e Transportes, João Octaviano Machado Neto; e à direção da Artesp, reforçando a posição contrária e destacando os problemas que o pedágio causará a trabalhadores, moradores, empreendedores, estudantes e motoristas.


Deixe seu comentário