Câmara mostra informações de Parlamento

Araújo e Rosânia apresentaram as regras do Parlamento / Foto: Marcelo Alvarenga - CCMC - Divulgação
Araújo e Rosânia apresentaram as regras do Parlamento / Foto: Marcelo Alvarenga – CCMC – Divulgação

O “Parlamento Estudantil 2016” foi divulgado ontem a 70 diretores de escolas estaduais pelo presidente da Câmara, Mauro Araújo (PMDB), que esteve na Diretoria Regional de Ensino, no Centro. Ele foi recebido pela dirigente regional de ensino, Rosania Morroni Morales. “Já é tradição na Câmara a realização do Parlamento Estudantil, que acontece há oito anos. Normalmente fazemos em agosto, mas antecipamos por causa das eleições. Não queremos misturar os dois temas. As escolas já estão recebendo as cartilhas sobre o projeto, que é um grande instrumento para que os jovens digam o que pensam de forma totalmente livre”, diz o presidente.
Rosania pediu participação dos estudantes. “É um pedido especial desta Diretoria a participação dos nossos alunos. Agora é o momento ideal para inseri-los na discussão política. Só assim um dia mudaremos este País”, aposta.

Ainda ontem, Araújo e o vereador Protássio Nogueira (PSD), que integra a Comissão Permanente de Educação e Cultura, visitaram o Colégio Brasilis, no Alto do Ipiranga, onde divulgaram as regras para o “Parlamento Estudantil 2016”. Eles falaram para 30 crianças da 5ª série e foram recebidos pela coordenadora pedagógica Sonia Portela e pela professora Maili Oliveira.

Projeto
As inscrições estão abertas até o próximo dia 23 para protocolo dos projetos, sendo que os nomes dos 46 estudantes escolhidos serão divulgados no dia 31. O evento acontecerá entre 6 e 10 de junho. O programa, que existe há oito anos, consiste em oferecer aos estudantes uma simulação da atividade legislativa. Serão selecionados 46 alunos, sendo 23 do Ensino Fundamental (do 5º ao 9º ano) e outros 23 do Ensino Médio.

O aluno deverá preparar um projeto de lei individualmente, obedecendo a critérios estabelecidos na cartilha do programa, que será distribuída nas escolas, na Câmara e no site do Legislativo. Uma Comissão Especial formada pelo Legislativo fará a triagem das melhores propostas, seguindo critérios de criatividade, originalidade, pertinência, respeito ao formato de projeto, correção gramatical, concisão e clareza.


Deixe seu comentário