POLÍCIA

Caminhoneiro é liberado em Mogi depois do roubo de carga

DIÁRIO

Quatro integrantes armados renderam na tarde do último dia 22, o motorista Diógenis Santos Soares, de 43 anos, no início da rodovia Régis Bitencourt, em São Paulo. Ele foi mantido como refém e depois de colocado em um carro foi levado mediante ameaça a um cativeiro na rodovia Ayrton Senna, cujo local não soube dizer. Somente no dia seguinte, o grupo o levou em outro veículo até a estrada do Taboão, em Mogi das Cruzes, onde o colocou em liberdade, deixando-o apenas com R$ 30,00. A quadrilha roubou o caminhão da Volks vom muck, da empresa Alfredo Possebon Filho e Cia Ltda, e a carga com máquinas como vibrador de concreto elétrico, plataforma elevatória de lança articulada sobre pneus e outros equipamentos e ferramentas. O prejuízo foi estimado em mais de R$ 120 mil.

Ao ser liberado, o motorista Diógenis pediu ajuda em um posto de gasolina e chegou ao Distrito Central, em Mogi. Ele relatou durante a elaboração do boletim de ocorrência, conforme ordenou o delegado titular Reinaldo Vicente Castello, que logo após ser dominado e já a caminho do cativeiro pode ouvir uma troca de tiros entre os seus sequestradores e desconhecidos, porém não soube dar mais detalhes.

Ele não sofreu agressões, apesar de ser aterrorizado com ameaças, porém deixou claro que o cativeiro está localizado à margem da rodovia Ayrton Senna. O fato é grave, pois há relatos de outros motoristas mantidos provavelmente no mesmo local, porém até ontem, não havia qualquer investigação nesse sentido. O risco para caminhoneiros é grande, principalmente, porque o bando provavelmente está sediado na Ayrton Senna diante das evidências


Deixe seu comentário