FATALIDADE

Campeão brasileiro de muay thai morre após luta em Mogi

O atleta Rafel Beiton tinha 31 anos e participava de competição em Mogi (Foto Reprodução Facebook)

O delegado Argentino da Silva Coqueiro abriu inquérito para apurar a morte do campeão brasileiro de muay thai, Rafael Beiton da Silva, de 31 anos, que faleceu em Mogi das Cruzes no final de semana. O atleta passou mal após participar da quarta luta do Torneio Ichiban Kickboxing, realizado pela Academia Yoshinaga, no ginásio de esportes do Parque da Cidade, no Alto do Ipiranga. O evento reuniu 220 atletas de 14 estados brasileiros.

O atestado de óbito, assinado pelo médico legista chefe Zeno Morrone, do Posto do Instituto Médico legal de Mogi das Cruzes, aponta que Rafael sofreu “hipertensão intra craniana e traumatismo craniano encefálico”. O corpo do lutador foi levado ontem para Recife, onde será velado. Ele será sepultado no Cemitério Santo Amaro.

Rafael era especializado em artes marciais e venceu três competições durante o torneio, tendo sido derrotado na quarta luta. O organizador do torneio, Fábio Yoshinaga, disse a O Diário que Rafael saiu do ringue normal e foi encontrado, alguns momentos depois, desfalecido no banheiro.

A Polícia investiga, agora, as circunstâncias da morte do atleta, e deverá ouvir os participantes do torneio, bem como os organizadores.