MÚSICA

Canto de Cabocla, em Mogi, oferece programação cultural

(Foto: divulgação)

APRESENTAÇÃO Comandam o palco do Canto de Cabocla os músicos Valéria Custódio e Alex Kundera

Entre hoje e domingo o Espaço Cultural Canto de Cabocla oferece uma programação diferenciada, que além de reverenciar a música mogiana presta homenagem ao Dia da Árvore e ao Equinócio de Primavera. Dentre as atrações estão os artistas Valéria Custódio, Alex Kundera, Rui Ponciano e Paulo Betzler, além de um espetáculo diferente e intimista: ‘Iroko – O Tempo nas Canções e Poemas’.

A agenda começa nesta quarta com Valéria Custódio e as faixas de seu recém-lançado disco ‘Púrpura’, gravado no Estúdio Municipal de Áudio e Música (Emam). Cantora, compositora e instrumentista, ela conta que o trabalho autoral foi baseado no livro ‘A Cor Púrpura’, de Alice Walker, e também no filme homônimo dirigido por Steven Spielberg, de 1985.

Foi no Canto de Cabocla que a artista apresentou o material pela primeira vez. Depois, houve o lançamento oficial durante o 11º Festival de Inverno de Mogi das Cruzes. Ao todo são 10 composições próprias, que aliadas à interpretações de letras consagradas de artistas negros complementam um cenário de crítica social.

Rui Ponciano e Paulo Betzler também se apresentam no Espaço Cultural Canto de Cabocla

Dentre as composições, a principal é ‘Flores Pretas’, escrita em parceria com Thiago Costa: com versos sobre a questão racial, foi premiada como ‘Prata da Casa’ no 6° Festival da Canção, no último mês de março.

Já na quinta e na sexta-feira quem sobe ao palco da casa cultural é Alex Kundera, que vive como músico há mais de 20 anos. Nascido em Belo Horizonte, ele estudou violão clássico por lá e em 2000 veio para Mogi, onde fundou a banda Simca Chambord. Em 2012 se mudou para Lorena, e começou a dar aulas de música. Mais tarde passou uma temporada na Europa e outra nos Estados Unidos, e agora está de volta a cidade misturando gêneros e ritmos instrumentais.

No sábado, quem comanda a noite é Rui Ponciano, ao lado da percussão de Paulo Betzler. Um dos mais reconhecidos músicos da cidade, Rui lançou novo disco no início deste ano. Gravado no Emam, ‘Pico do Urubu’ é um trabalho que homenageia Mogi ao mostrar o melhor da cultura local, com melodias suaves e rimas poéticas. As canções deste álbum estarão presentes, assim como faixas de outras fases do músico, que está na estrada desde a década de 1960.

Por fim, no domingo o Canto de Cabocla sedia um evento diferente, com convites limitados: o show ‘Iroko – O Tempo nas Canções e Poemas’, de Zé Modesto e Fernanda de Paula. Trata-se de “um rito de celebração ao tempo, ao Dia Da Árvore (comemorado em 21/09) e ao Equinócio de Primavera (celebrado em 23/09).

Com foco ambiental, ‘Iroko’ começará debaixo do jequitibá rosa do Largo Bom Jesus. “Entendemos a necessidade de preservação da natureza e temos um trabalho de conscientização. Queremos mensurar a idade desse exemplar que temos aqui na praça, pois é muito admirado pelos frequentadores, fazendo jus a um processo de tombamento”, explica Sandra Vianna, proprietária do Canto, que distribuirá mudas de espécies nativas durante este momento.

Na visão de Sandra, receber uma atividade como esta mostra o fortalecimento do endereço não só “como um espaço de valorização da música autoral como também um espaço de resistência cultural”. Além disto, as atrações contribuem para uma desejada reforma no prédio, de modo a permitir maior número de pessoas durante os shows.

As noites de hoje, amanhã e sexta-feira tem entrada colaborativa a partir de R$ 5,00 por pessoa. No sábado o ingresso é R$ 7,00, e no domingo, R$ 25,00. A casa fica na Rua Barão de Jaceguai, 944, no Centro. Quem for de carro poderá utilizar o estacionamento do Largo Bom Jesus, gratuito a partir das 18 horas. Outras informações podem ser obtidas na página do estabelecimento na internet, facebook.com/cantodecabocla, ou pelo telefone 4726-8218.


Deixe seu comentário