MÚSICA

Cantora e compositora mogiana Lívia Barros se apresenta em palco de Roma

REPERTÓRIO Integrante e fundadora do Carta na Manga, Lívia vai cantar músicas autorais e sambas do cancioneiro brasileiro. (Foto: divulgação)
REPERTÓRIO Integrante e fundadora do Carta na Manga, Lívia vai cantar músicas autorais e sambas do cancioneiro brasileiro. (Foto: divulgação)

Ela vai se apresentar em palco de Roma nesta quinta-feira. Acompanhada de músicos brasileiros, a mogiana Lívia Barros, cantora e compositora, fundadora do Carta na Manga ao lado de Gustavo Castro Lima, comanda show no centro cultural II Baffo Della Gioconda.

No repertório, canções autorais de seu trabalho mais recente e outras do Carta na Manga. Ela também apresenta sambas do cancioneiro brasileiro. “É o que chamamos de samba revolução ou sambas de protestos”, detalha. Cita como exemplo “Apesar de Você e “Pesadelo”, de Chico Buarque e Paulo César Pinheiro, respectivamente.

Canções feministas como “Filha da Luta”, do também cantor e compositor Guilherme Bandeira, e a nova versão de ‘Mulheres’, de Doralice e Silvia Duffaifer estão no repertóio. Lívia Barros contará com Helô Ferreira (violão 7 cordas), Lucas Seabra (guitarra), Carol Mello (percussão) e o percussionista italiano Luiggi Ferracci, nesta apresentação.

A expectativa em torno do show é das melhores, afinal, estrear em palco da Europa representa um grande avanço na carreira. Como vocalista do Carta na Manga, grupo que neste ano completa 11 anos de atividades, Lívia ganhou os festivais e espaços culturais do Brasil e da América Latina. Hoje em dia tem feito apresentações solos, como esta em Roma.

Ela revela que a oportunidade de cantar para o público europeu foi viabilizada pelo músico e produtor cultural Evandro dos Reis, que também já fez temporada por lá. O centro cultural é administrado pela brasileira Marta Souza e por isso é conhecido, também, como um reduto de músicos brasileiros.

O grupo

O Carta na Manga promove experiências delicadas e profundas em uma harmoniosa mistura entre o contemporâneo e o tradicional. Formado por músicos que fazem uma combinação intensa de linguagens, tem à frente Gustavo Castro Lima e Lívia Barros, cantores, compositores, percussionistas e bailarinos, ambos do universo da cultura popular tradicional.

O grupo tem percorrido uma estrada marcada pela diversidade, que enriquece ano a ano o seu trabalho de pesquisa e experimentações. Foi em março de 2017 que lançou o CD em um dos shows mais concorridos do ano no Teatro Vasques. No ano passado, o Carta na Manga recebeu grupos e músicos de vários países em uma edição do “Festival Sonamos LatinoAmerica”, que teve como sede a cidade de Mogi das Cruzes.


Deixe seu comentário