Casarão da Mariquinha diz o que faz em revista

Numa prova de que é possível desenvolver projetos culturais longe da tutela oficial dos governos, o Casarão da Mariquinha, espaço alternativo compromissado com a diversidade cultural e artística, dá mais um passo que demonstra também o seu crescimento e fortalecimento. Menos de dois anos após a fundação, em dezembro de 2014, o projeto liderado por José Luiz da Silva, o Rabicho, e João Benedito de Souza Mello Camargo lança hoje, a partir das 19h30, o primeiro número de uma revista totalmente voltada para mostrar o que vem acontecendo no casarão localizado junto ao Largo Bom Jesus, em pleno Centro de Mogi. Casarão da Mariquinha – cultura, arte, memória é uma publicação de 28 páginas, impressa em papel couché, totalmente em cores, com textos jornalísticos mostrando desde a proposta do uso do imóvel para atividades culturais até o detalhamento de eventos já realizados naquele espaço. Um artigo assinado por João Camargo relembra a passagem por Mogi do antropólogo Mário de Andrade e seus amigos franceses, Claude Lévi-Strauss e a esposa Dina Dreyfuss, para acompanhar a Entrada dos Palmitos, seguido de uma reportagem que faz referência à Festa do Divino e o abandono do patrimônio material histórico de Mogi. Outras reportagens destacam o Forró da Mariquinha, que acontece todas as noites de quarta-feira no Casarão; o Samba de Quintal, atração das tardes de domingo, com as presenças de sambistas e chorões da Cidade e Região. E vai por aí afora, mostrando também as ações que envolveram música e política no Sarau da Mariquinha, além de exposição fotográfica e a oficina domingueira de capoeira  e da Biblioteca Comunitária, ainda em fase de organização, mas já contando com um acervo de mais de 2 mil livros. Uma extensa agenda cultural de Mogi e outras cidades da Região fecha a publicação, que estará sendo vendida ao preço promocional de R$ 5,00.

COTIDIANO

 De nada adiantou o alerta na placa: detritos de construção e outros se acumulam ao lado do muro, próximo à Estação da CPTM, na área central / Foto:  Divulgação - Augusto Neto
De nada adiantou o alerta na placa: detritos de construção e outros se acumulam ao lado do muro, próximo à Estação da CPTM, na área central / Foto: Divulgação – Augusto Neto
Publicidade
O prefeito Marco Bertaiolli (PSD) comemora. Depois de ter utilizado imagens do Hospital Municipal de Braz Cubas em sua publicidade oficial na tevê, o governador Geraldo Alckmin (PSDB) agora mostra uma das creches mogianas. Junto com isso, recebeu elogios dos técnicos do Ministério das Cidades que estiveram na Cidade para vistoriar e auditar as obras feitas com verbas federais.
Sem-salários
O deputado federal Roberto de Lucena (PV-SP) é o autor de uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que tem por objetivo congelar o salário de todos os políticos do País por cinco anos, nos níveis municipal, estadual e federal. A posição do deputado – que certamente terá a oposição de seus colegas da política – seria “uma resposta à crise econômica e financeira que vem açoitando a população brasileira nos últimos tempos.”
Reforço
A presidente do PR de Suzano, advogada Cintia Renata Lira da Silva, acaba de se desligar da Secretaria Municipal de Assuntos Administrativos para se dedicar exclusivamente à campanha do engenheiro e empresário Rodrigo Ashiuchi (PR) à Prefeitura suzanense. Com o apoio do PRP, PSL, PT do B, SD e Muda Brasil, Ashiuchi e Cintia podem vir a compor uma dobradinha para a futura disputa.
O retorno
A tentativa de mudança do zoneamento para beneficiar a expansão comercial na Vila Oliveira poderá trazer de volta à cena política uma entidade que andava desaparecida havia muito tempo. A Rede Nossa Mogi das Cruzes, que apareceu com certa desenvoltura durante a campanha eleitoral passada na Cidade, pode voltar a se reunir para tentar brecar a indesejada ocupação no Bairro de características tradicionalmente residenciais.