Categoria - Chico Ornellas

CHICO ORNELLAS

Você é antigo?

Um antigo companheiro de trabalho, quando se reúne com colegas mais jovens e desanda a relatar experiências, interrompe sua fala de tempos em tempos para dizer...

Leia mais
CHICO ORNELLAS

Um troco de US$ 5 mil

Entre o 2º semestre de 1994 e o 1º de 1995, o Brasil viveu momentos de euforia; como nunca antes havia vivido – e sabe-se lá se voltará a viver. Tudo por conta...

Leia mais

A Igreja do Rosário

Este é um enigma, um estranho e indecifrável (pelo menos para mim e até agora) enigma: a Igreja Nossa Senhora do Rosário, construção setecentista que havia na...

Leia mais
CHICO ORNELLAS

Não merecemos isto

Pregam os materialistas absolutos que toda história tem começo igual; afinal, ainda não se descobriu um novo jeito de dar luz a uma criança – assim como países...

Leia mais
CHICO ORNELLAS

A Gripe Espanhola

Tenho em mãos um documento raro. Trata-se de publicação intitulada “Polyanthéa”, editada em 6 de janeiro de 1919 – há 99 anos – como homenagem do povo mogiano...

Leia mais
CHICO ORNELLAS

Na contramão do céu

Eles eram dois irmãos: Milton e Walter. Milton era médico; Walter piloto. Foi com Walter Pereira que, certa tarde, no início de 1979, peguei uma carona. Eu...

Leia mais
CHICO ORNELLAS

Mulher mogiana

Mogi é uma cidade matriarcal. Não se trata, aqui, de uma opinião. Trata-se de uma constatação histórica: uma das mais antigas vilas criadas na Capitania de São...

Leia mais
Por um mundo melhor

Por um mundo melhor

Fez 50 anos nesta quintafeira: seis casais mogianos reuniram-se, dia 8 de março de 1968, com o padre Vicente Morlini e deram por instalada a primeira Equipe de...

Leia mais

Kazis Auto Propaganda:

“Kazis Auto Propaganda – a emissora volante que sua rua sintoniza de ponta a ponta”. Faz 49 anos que silenciaram os alto-falantes que assim gritavam pelas ruas...

Leia mais

Solidariedade

Às vezes parece até que desapareceu, perdeu-se no corre-corre da multidão que não se reconhece. Mas ela ressurge tal uma fênix, a ave eternizada pela mitologia...

Leia mais

Nem lá, nem cá

Não há que se falar em saudosismo, tampouco em tempos perdidos, que lembram a devassidão de Pompéia, aniquilada pela força dos céus com as cinzas do Vesúvio...

Leia mais

O dialeto piracicabano

Cecílio Elias Netto é um bom amigo do Interior. Há anos quando, entre minhas responsabilidades, estava o noticiário do Interior paulista de O Estado de S...

Leia mais

Ouro para o bem do Brasil

Quem já passou dos 60 anos por certo vai se lembrar. Era final de 1964. O movimento militar que, em março desse ano, mandou João Goulart para o exílio e...

Leia mais

Ser mogiano é…

Ter sido aluno de violão de dona Filhinha / …se chamar Abbondanza / …ter uma quadro de Barros, o Mulato / …se chamar Abdalla / …gostar...

Leia mais