CULTURA

Centro Cultural e Teatro Vasques terão sessões gratuitas de cinema nesta semana

ESTRUTURA Em seus três andares, o Centro Cultural de Mogi das Cruzes abriga quatro espaços distintos, que atraem grande público com atividades e eventos como exposições de arte. (Foto: divulgação)
ENTRETENIMENTO Enquanto os adultos têm a chance de ver o premiado ‘Bacurau’, as crianças podem se divertir com ‘Uma Estrela no Quintal’ e outras histórias. (Foto: divulgação)

Mesmo que o mês de janeiro esteja chegando ao fim, as férias ainda não acabaram. São opções de entretenimento nesta semana, pelo 7º Festival de Verão de Mogi das Cruzes, atividades envolvendo cinema, tanto para a garotada quando para o público adulto, no Centro Cultural, que exibe hoje e semana que vem curtas-metragens infantis e também no Teatro Vasques, que terá nesta quinta-feira uma sessão do premiado longa nacional ‘Bacurau’.

Em dois horários – às 10 e às 15 horas – a primeira destas atividades é voltada aos pequenos, que poderão assistir filmes curtas-metragens como ‘Sonhando Passarinhos’, ‘A Galinha Pintadinha (Escravos de Jó, Elefante e Meu Galinho)’, ‘Doce Ballet’, ‘Musicaixa’, ‘Uma Estrela no Quintal’, ‘Entregador’, ‘Pombinha Branca’, ‘Palavra Muda’ e ‘Sabiá’.

Aos interessados, basta comparecer no horário marcado à Sala Multiuso Wila Ramos, que fica no primeiro andar do prédio do Centro Cultural (Praça Monsenhor Roque Pinto de Barros, 360, Centro). Todos os filmes têm livre indicação etária. A mesma recomendação vale para a próxima terça-feira, dia 4 de fevereiro, quando a programação será reprisada.

Já para os adultos, esta quinta-feira será especial. Isso porque, também com entrada franca, a prefeitura exibe, no Teatro Vasques, a partir das 20 horas, ‘Bacurau’, longa nacional lançado em 2019 e vencedor de festivais como o de Cannes, o de Sydney, o de Munique e o de Lima. Apesar de os ingressos serem gratuitos, para assistir é preciso retirá-los com uma hora de antecedência na bilheteria (Rua Dr. Corrêa, 515, Centro), com limite de duas entradas por pessoa.

Na história, que foi filmada no Rio Grande do Norte, pouco após a morte de dona Carmelita, aos 94 anos, os moradores de um pequeno povoado localizado no sertão brasileiro, chamado Bacurau, descobrem que a comunidade não consta mais em qualquer mapa. Aos poucos, percebem algo estranho na região: enquanto drones passeiam pelos céus, estrangeiros chegam à cidade pela primeira vez.

Quando carros se tornam vítimas de tiros e cadáveres começam a aparecer, Teresa (Bárbara Colen), Domingas (Sônia Braga), Acácio (Thomas Aquino), Plínio (Wilson Rabelo), Lunga (Silvero Pereira) e outros habitantes chegam à conclusão de que estão sendo atacados. Falta identificar o inimigo e criar coletivamente um meio de defesa.

Bibiloteca

Com muitos livros, computadores, jogos e outras atividades, a Biblioteca Municipal “Benedicto Sérvulo de Santana”, instalada no terceiro pavilhão do Centro Cultural, também é opção para as férias. No local, além de adquirir conhecimento em mais de 30 mil títulos impressos, é possível encontrar espaço para convívio e diversão familiar, além de espaço para estudos.

“Aqui vem pessoas de todas as idades, e o movimento deve aumentar quando as aulas voltarem, já que muitas crianças e adolescentes utilizam a infraestrutura para fazerem pesquisas e trabalhos escolares”, diz o bibliotecário Auro Malaquias dos Santos.


Deixe seu comentário