SAÚDE

Centro de Oncologia do Hospital Luzia de Pinho ampliará atendimentos

SAÚDE Novo equipamento de radioterapia deve ser instalado no Hospital Luzia de Pinho Melo, no Mogilar, nos próximos 90 dias. (Foto: arquivo)

O Centro de Oncologia do Hospital Luzia de Pinho deverá ampliar o número de atendimentos a pacientes com câncer que precisam de radioterapia. A unidade vai dobrar sua capacidade para este tipo de tratamento até o final do ano com a instalação de uma nova máquina de aceleradores lineares, fabricada pela empresa Varian. O novo equipamento será enviado pelo Ministério da Saúde nos próximos 90 dias.

A informação foi confirmada pelo deputado federal Marco Aurélio Bertaiolli (PSD), depois de uma visita realizada ontem à tarde ao Centro de Oncologia, que funciona nas dependências do hospital, no bairro do Mogilar. Ele foi até lá acompanhar a vistoria feita por técnicos do Ministério da Saúde ao Centro de Oncologia, na sala onde ficará a máquina, um equipamento de grande porte que precisa de uma base de concreto para ser instalado.

Depois de verificar de perto o resultado do trabalho, Bertaiolli disse que os técnicos aprovaram o resultado dos serviços. A previsão agora é um prazo de três meses para que o equipamento seja instalado e comece a funcionar.

Bertaiolli explica que o local já conta com um acelerador linear, mas está operando no limite de sua capacidade. “Com a chegada desse novo equipamento, o Centro de Oncologia vai poder dobrar o número de atendimento de pacientes da região, que não vão mais precisar fazer tratamento em outros locais”, destacou. Ele disse que atualmente o local atende uma média de 100 pessoas por dia.

O deputado negociou a vinda dessa máquina para Mogi com o Ministério da Saúde (MS). Ele disse que ficou sabendo que o órgão havia comprado 80 máquinas para distribuir no País e foi até lá pedir uma para a cidade. O valor estimado do lineador é U$ 100 mil.

Encontro

O deputado explica que vem provendo outras ações na área de Saúde. Além das melhorias para o Centro de Oncologia, também conseguiu a liberação da emenda de mais de R$ 3 milhões destinada à reforma da maternidade da Santa Casa.

Para melhorar o resultado de seu trabalho, ele pretende manter a proximidade com a Câmara de Mogi, tanto que se reunirá nesta manhã, a partir das 10 horas, com vereadores para discutir encaminhamento de demandas para a cidade.