Cesar de Oliveira

Qual a sua formação acadêmica e por que escolheu esse curso?

Cesar-de-Oliveira
Cesar de Oliveira

Sou formado em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela UMC. Escolhi esse curso por acaso. No momento de prestar o vestibular queria muito trabalhar com música ou surfe, e em nenhum dos dois eu tinha condições de ser profissional, então imaginei que o Jornalismo daria esta oportunidade. Depois acabei descobrindo outras coisas dentro da própria profissão e na prática, não trabalhei com nada relacionado ao surfe ou música. Tenho uma pós-graduação em Comunicação Jornalística pela Casper Líbero, em São Paulo.

Como surgiu a oportunidade de montar a sua própria agência?
Eu criei essa possibilidade. A comunicação digital estava começando a surgir efetivamente quando fundei a Eumemo Ideias com um sócio. Fomos a primeira agência digital de Mogi. Depois de algum tempo, a demanda exigiu que o trabalho também fosse desenvolvido fora do ambiente digital, e acabamos transformando-a em uma agência de comunicação. Hoje o trabalho é focado em comunicação como um todo, seja gerenciando redes sociais, criando produtos exclusivos ou desenvolvendo campanhas. O principal desafio é estar na área da comunicação, que historicamente enfrenta muitas dificuldades, sobretudo em relação à percepção de uma parcela de pessoas que acredita ser fácil fazer um slogan, ou escrever um texto para um blog, por exemplo.

Quais os seus projetos profissionais a longo prazo?
A minha agência continua atuando no mercado, mas tenho dedicado bastante tempo à formação cervejeira. Atualmente sou cervejeiro formado pelo Instituto da Cerveja do Brasil e pela Universidade de Weihenstephan na Alemanha, além de “sommelier” de cervejas. Por conta disso, estou começando uma consultoria direcionada a este mercado, chamada Ai Pi Ei, cuja atuação será promover cursos, desenvolver cartas de cerveja para restaurantes e bares e assessorar estabelecimentos na escolha de rótulos e capacitação de funcionários.