MEIO AMBIENTE

Mogi das Cruzes reforça ações de preservação

ENVOLVIMENTO Alunos da rede municipal de ensino participaram ontem do plantio de mudas. (Foto: Divulgação - Junior Lago)
ENVOLVIMENTO Alunos da rede municipal de ensino participaram ontem do plantio de mudas. (Foto: Divulgação – Junior Lago)

Uma série de ações voltadas à preservação e retomada dos biomas municipais foi anunciada ontem, quando é comemorado o Dia do Meio Ambiente, durante o lançamento da programação do Junho Verde. Entre os destaques estão o lançamento do edital para inscrições da 2ª Mostra de Vídeos Ambientais, o “Piquenique Com Ciência”, no Parque Municipal Francisco Affonso de Mello, e o “Semae de Portas Abertas à Comunidade”, na Estação de Tratamento de Água (ETA) Leste, no Socorro, além da reinauguração da Ilha Marabá.

A iniciativa teve início na Praça da Liberdade, em Jundiapeba, o principal exemplo de cidadania e de proteção do plantio de mudas na cidade. Isso porque, após o vandalismo das mudas plantadas durante o Junho Verde de 2017, a Secretaria Municipal do Verde e Meio Ambiente plantou outras 40 mudas em 2018 e, graças ao trabalho dos moradores e alunos do entorno, elas sobreviveram e estão crescendo.

“Os alunos, com uma carteirinha, começaram a acompanhar passo a passo e analisar qual era evolução da árvore e conseguiram preservá-las. Agora vamos homenagear essas crianças e plantar mais 50 árvores, porque a nossa missão é deixar um legado, porque é a área onde temos a menor densidade arbórea da cidade”, explica o secretário municipal do Verde e Meio Ambiente, Daniel Teixeira de Lima.

O titular da pasta comentou ainda sobre a proposta da cidade receber mais unidades do ecoponto – local destinado ao descarte de resíduos maiores, como pneus, madeira, materiais de construção, entre outros. Segundo ele, como a unidade do Parque Olímpico precisou ser reconstruída, o projeto atrasou. “Pretendemos até cinco ecopontos em funcionamento na cidade”, destacou.

Já em relação ao Pico do Urubu, que está com verba para receber um mirante, o secretário explicou que este será um polo de turismo sustentável da cidade. “O secretário Mateus (Sartori, de Cultura) está cuidando disso”, disse.

O prefeito Marcus Melo (PSDB) destacou que Mogi tem grande responsabilidade de preservação porque conta com duas grandes serras e isso reflete até mesmo na produção de água para as outras cidades do entorno. “Cuidar da natureza é zelar pela água, pela qualidade de vida e pelo futuro das novas gerações. Estamos aqui, hoje, ajudando neste trabalho e devemos fazer mais coisas, como a coleta seletiva, separando o lixo, além de cuidar das árvores e dos animais”, enfatizou.

A programação completa do Junho Verde está disponível no site da Prefeitura Municipal: www.mogidascruzes.sp.gov.br.