ARTIGO

Como reter talentos

Claudio Costa

A gestão de pessoas talentosas é sempre um tema importante nas empresas. A intensidade e a preocupação com o assunto aumentam quando a economia dá sinais de aquecimento e as oportunidades tendem a crescer. O desafio para lidar com esses profissionais com perfil acima da média e com alto poder de contribuição está em criar uma abordagem consistente que traga resultados objetivos para a organização.

Em recente artigo de uma revista americana de negócios define alguns pontos significativos na atratividade dos profissionais talentosos como forma de escolher ou se manter no emprego ideal.

O primeiro deles é a empatia entre o significado do seu trabalho para com os valores da empresa demonstrando claramente sua contribuição para com o negócio. O segundo é o reconhecimento na sua essência, não só através na transparência no feed back, sempre considerando os aspectos positivos e os pontos a melhorar, como forma de contribuição para o desenvolvimento continuo. O terceiro são as oportunidades de carreira, haja vista, que este profissional, na sua maioria, tem expectativa de crescimento no curto prazo através da conclusão de projetos sob sua responsabilidade.

Este último, sem dúvida, é o que demanda mais dor de cabeça nas empresas pois na maioria dos casos as oportunidades de carreira estão veiculadas ao sucesso continuo do negócio e nem sempre isto acontece no curto prazo.

Os pontos acima, sem dúvida, são de extrema importância, mas não significa que teremos sucesso pois o momento atual exige uma mudança radical na forma de liderar pessoas. A redução continua no número de colaboradores e as diferentes formas de exercer o trabalho forçam os líderes a buscar um diálogo diferente sobre o dia a dia no ambiente de trabalho.

Os talentos das empresas não devem ser retidos, mas sim engajados no dia a dia dos negócios e a maior preocupação deve estar, não, em não perder talentos mais sim em formar profissionais talentosos como forma de contribuir para esta imensa massa de jovens recém-saídos das universidades brasileiras e que estão ansiosos em poder contribuir para um mundo melhor.

Claudio Costa é economista e diretor na Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Mogi das Cruzes

Deixe seu comentário