PM AMBRÓSIO

Corpo do Sargento atropelado durante ocorrência é sepultado com honras em Suzano

Sargento Ambrósio foi atropelado na madrugada deste domingo, durante ação policial. (Foto: Divulgação)
Sargento Ambrósio foi atropelado na madrugada deste domingo, durante ação policial. (Foto: Divulgação)

Foi sepultado ontem, às 10 horas, no Memorial do Alto Tietê, em Suzano, com honras militares, o sargento Samuel Marques Ambrósio, de 35 anos, lotado no 32º BPM/M, em Suzano. Ele foi atropelado e morto, na madrugada do último domingo, ao tentar parar o carro conduzido em alta velocidade por Leandro de Sá Oliveira, de 35 anos, na Avenida Tiburcio de Souza, na divisa de Itaim Pauklista e Ferraz de Vasconcelos. Há 12 anos na Corporação, ele era casado de pai de dois filhos.

O autor do crime pegou sem autorização o Renault Master FAZ-3797, do seu primo Paulo Fernando Trugillo, e após provocar o acidente, ele não parou e foi perseguido por diversas equipes da Polícia Militar. Já em Poá, um dos pneus furou e Leandro foi obrigado a se entregar. Levado à delegacia local, o criminoso foi autuado em flagrante por homicídio doloso (com intenção) e removido à Cadeia. Depois de participar da audiência de custódia no Fórum de Mogi, Leandro viu a medida adotada em seu desfavor pela Polícia Judiciária se tornar em prisão preventiva e foi recolhido ao Centro de Detenção Provisória, no Parque Maria Helena, em Suzano.

Um dos tios de Leandro, cuja identidade não revelou, afirmou aos policiais militares que tentou conter o sobrinho, mas não conseguiu. Outros parentes comentaram que “ele (Leandro) estaria sob efeito de droga”. O corpo do sargento Ambrósio foi lançado à distância com o impacto. Ontem, diversas unidades da PM fizeram a última homenagem ao sargento Ambrósio, entre as quais, a Base Comunitária de Braz Cubas.