NOVIDADE

CPTM testa Expresso Leste até Mogi das Cruzes

Passageiros do trens da CPTM reivindicam mais viagens sem necessidade de baldeações na Estação Guaianases. (Foto: Arquivo)

A Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) já iniciou os testes para avaliar a possibilidade de acabar com as baldeações no percurso entre Mogi e São Paulo, pelo Expresso Leste. No último final de semana os usuários tiveram a oportunidade de fazer o trajeto de ida e volta sem ter que parar para trocar de composição em Guaianases. O experimento voltará a ser realizado nos próximos dias, para que os técnicos da empresa possam avaliar a possibilidade de implementar esse o modelo ainda neste ano.

Segundo a CPTM, os novos testes na linha Coral 11 serão feitos no período de 25 a 27 próximos, que vai de sexta-feira até domingo, das 4 às 24 h. Na sexta-feira, especificamente, no horários até as 18 h, o intervalo entre as composições será de oito minutos. Depois disso, até o fim da operação, a diferença será de 10 minutos.

Os usuários que foram surpreendidos com a novidade, no último final de semana, aprovaram o novo percurso. Houve várias manifestações positivas nas redes sociais sobre as mudanças. A necessidade de baldeação sempre foi motivo de reclamação entre os passageiros.

De acordo com a CPTM esse é o inicio dos estudos são necessários para verificar a situação e viabilidade de mudanças no sistema. A empresa alega que ainda é cedo e prefere não antecipar os resultados dos primeiros testes, mas reforça a intenção de promover essas mudanças ainda neste ano.

O Governo do Estado avalia ainda as propostas para privatizar o transporte ferroviário e reduzir os intervalos nas linhas da CPTM que servem Mogi das Cruzes e a região Leste da Grande São Paulo. O tema foi abordado durante entrevista coletiva concedida pelo governador João Dória (PSDB) e seu vice Rodrigo Garcia (DEM), na última sexta-feira.

Na ocasião, Garcia informou que a Secretaria de Estado de Transportes Metropolitanos deve apresentar um novo projeto até o próximo mês de fevereiro, com a definição quanto aos investimentos necessários e cronograma para promover as mudanças.

Ele disse que esse foi o prazo que o governador João Dória concedeu para que o secretário estadual de Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, possa divulgar os seus planos e mostrar quais os caminhos que deve utilizar dentro da Administração Pública para oferecer melhor serviço aos usuários.

O vice-governador reforçou ainda a necessidade de promover o modelo de Parceria Pública Privada (PPP) no setor de transportes ferroviário para poder implementar esses projetos. Existe a possibilidade de aderir os mesmos moldes adotados pelas concessionárias que administram as rodovias e terminais rodoviários

O fim da baldeação e as melhorias nas estações da CPTM em Mogi das Cruzes e Alto Tietê foi uma das promessas de campanha feita por Dória. O governador já foi, inclusive, cobrado pelos políticos da Cidade. Na semana passada, prefeito Marcus Melo (PSDB), deputado federal Marco Bertaiolli (PSD), e o presidente da Câmara, Sadao Sakai (PR) tiveram uma audiência na SMT para reforçar o pedido e discutir o projeto. Eles também solicitaram melhorias na estrutura das estações ferroviárias da Cidade.