Crianças terão 2ª dose da vacina

Crianças de 6 meses a menores de 5 anos precisam tomar 2ª dose da vacina contra a gripe / Foto: Arquivo
Crianças de 6 meses a menores de 5 anos precisam tomar 2ª dose da vacina contra a gripe / Foto: Arquivo

A aplicação da segunda dose da vacina contra a gripe para crianças começa amanhã. Para garantir a proteção contra a doença nos pequenos, pais e responsáveis devem ficar atentos para a aplicação da segunda parte da vacina, que deve ocorrer 30 dias após a primeira imunização. Em caso de dúvida, basta procurar a unidade de saúde mais próxima de casa levando a caderneta de vacinação. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, 20.928 crianças de seis meses a menores de cinco anos já se vacinaram contra a gripe em Mogi, o que corresponde a 80,59% de cobertura.

“Neste ano, a criança que não teve duas doses aplicadas no mesmo ano, em anos anteriores, está recebendo a imunização em duas aplicações, com intervalo de 30 dias entre a primeira a segunda dose”, explica a enfermeira Lilian Peres Mendes, chefe da Divisão de Vigilância Epidemiológica de Mogi. Ela esclarece, ainda, que, apesar do abastecimento reduzido, as vacinas para aplicação da segunda dose nas crianças estão garantidas. Os demais grupos assistidos – idosos, gestantes, puérperas, trabalhadores da saúde e doentes crônicos – precisam aguardar um novo abastecimento de doses enviadas pelo Governo do Estado.

Até o final da semana passada, Mogi aplicou 93.859 doses de vacina contra a gripe e atingiu cobertura total de 93,46%. Foram atendidas 20.928 crianças (80,59%), 3.094 gestantes (66,47%), 506 puérperas (66,14%), 9.882 trabalhadores da saúde (110,77%), 39.969 (98,18%) e 19.456 doentes crônicos (100,25%). Nos casos de gestantes e puérperas, que estão com índices de cobertura abaixo dos 80%, a Secretaria Municipal de Saúde promove ações específicas, como a imunização realizada diretamente no Programa Mãe Mogiana.

A vacina que está sendo aplicada dentro da Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe protege contra o H1N1 e outros tipos do vírus (H3N2 e B/Brisbane). Além da vacinação indicada para os grupos prioritários, o Ministério da Saúde reforça a importância de manter as medidas de prevenção, como lavar sempre as mãos, evitar tocar boca e olhos, não compartilhar alimentos ou objetos de uso pessoal, como copos e talheres, e cobrir o nariz e a boca com lenço descartável ao tossir ou espirrar.


Deixe seu comentário