PROFAC

Cultura inscreve projetos para quatro editais

NO FOCO A organização da Semana de Danças Urbanas, programada para o início do ano que vem, será selecionada por meio do Profac. (Foto/ reprodução)
NO FOCO A organização da Semana de Danças Urbanas, programada para o início do ano que vem, será selecionada por meio do Profac (Foto/ reprodução)

O Programa Municipal de Fomento à Arte e Cultura (Profac) inscreve até o próximo dia 28 para quatro novos editais. Três deles buscam selecionar entidades sem fins lucrativos que apresentem projetos para a realização de três eventos nas categorias de mostras e festivais. Já o quarto vai contemplar dois territórios culturais, que têm de ser obrigatoriamente afastados da área central.

As inscrições devem ser feitas por meio da plataforma online disponibilizada no site da Secretaria de Cultura. Um dos editais, no valor de R$ 30 mil, é destinado aos interessados em participar da produção da 10ª Mostra de Teatro de Mogi das Cruzes – Tablado, que acontecerá em fevereiro de 2020. A mostra deve ter no mínimo oito apresentações de espetáculos cênicos, duas atividades de formação, como oficinas e workshops e um fórum de teatro, para levantamento de demandas do segmento.

Outro evento, cuja organização também será selecionada mediante edital do Profac é a 5ª Semana de Danças Urbanas, prevista para ser realizada entre 23 de janeiro e 1 de fevereiro de 2020. A Semana deve reunir no mínimo quatro espetáculos de danças urbanas, quatro atividades de formação, duas batalhas de dança com inscrições gratuitas e um fórum de danças urbanas. A verba total é de R$ 15 mil.

O terceiro evento alvo de edital do Profac é a 5ª Semana do Hip Hop, que será realizada entre os dias 5 e 15 de novembro deste ano. Entre as exigências para aprovação do projeto estão a realização de, no mínimo, dois espetáculos de música, um encontro de grafite, duas batalhas, sendo uma de dança e outra de MCs, um encontro de DJs, duas atividades de formação e um fórum de hip hop. A verba para este edital é de R$ 20 mil.

Esses três primeiros editais permitem a aprovação de apenas um projeto para cada evento. Já o edital 016/2019, que vai beneficiar territórios culturais, visa selecionar dois projetos, que poderão receber R$ 50 mil cada. A diferença entre esse edital e o primeiro Profac – Territórios, lançado em 2018, é que agora os aprovados precisam comprovar que mantêm atividades a uma distância mínima de 10 quilômetros da área central do município. Assim, o objetivo é efetivamente atender projetos descentralizados.

Os territórios culturais interessados podem inscrever projetos que objetivam a manutenção e custeio do espaço, a realização de atividades de formação artística, como oficinas, cursos e workshops e também atividades de difusão de artes, como apresentações, intervenções e ensaios abertos.

Os proponentes interessados em participar de qualquer um dos editais devem estar inscritos no sistema de Cadastro e Mapeamento de Artistas e Profissionais de Arte e Cultura, da Secretaria Municipal de Cultura.

Após a inscrição, todos os projetos passam por uma primeira análise documental, feita pela Secretaria de Cultura. Depois, os projetos habilitados seguem para análise da Comissão de Análise de Projetos (CAP), que vai avaliar itens como relevância e critério e definir a relação final de aprovados e não aprovados.

Todas as informações sobre os processos de seleção estão disponíveis no site da Secretaria de Cultura e no sistema online do Profac. Dúvidas podem ser sanadas pelo telefone 4798-6900.