CAMPANHA

Deputados eleitos pelo Alto Tietê se manifestam contra a instalação de pedágio na Mogi-Dutra ou Mogi-Bertioga

PROPOSTA No processo de concessão da rodovia, está prevista uma praça de pedágio no km 45. (Foto: arquivo)
PROPOSTA No processo de concessão da rodovia, está prevista uma praça de pedágio no km 45. (Foto: arquivo)

O movimento contra a instalação do pedágio no quilômetro 45 da ligação rodoviária Mogi-Dutra é reforçado com a participação da Frente Parlamentar de Apoio aos Municípios do Alto Tietê na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, coordenada pelo deputado estadual André do Prado (PL). O deputado federal Márcio Alvino (PL) e prefeitos que integram o Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê (Condemat) também estão engajados nesta luta.

André do Prado conta que vem acompanhando desde o início o movimento “Pedágio Não”,  lançado em Mogi das Cruzes, por moradores de condomínios como o Aruã e de bairros próximos à Serra do Itapeti. A ação tenta reverter a proposta da Artesp que inclui a instalação do equipamento no plano de concessão de rodovias litorâneas, na Mogi-Dutra ou na Mogi-Bertioga

“Assim que essa possibilidade foi ventilada, fiz questão de deixar clara minha posição contrária a instalação de qualquer praça de pedágio na Mogi-Dutra. Como coordenador da Frente Parlamentar de Apoio aos Municípios do Alto Tietê, discuti o assunto com os prefeitos da região em mais de uma oportunidade para fixar meu repúdio a essa proposta.”. Segundo ele, todos os prefeitos da região também se posicionaram contrários à medida e estão trabalhando para convencer o Governo do Estado a rever esta proposta.

O parlamentar, que representa a cidade de Guararema, alega que é contra essa ideia porque ela pode afetar negativamente a economia e a vida dos moradores de toda a região, principalmente àqueles que precisam se deslocar todos os dias para a capital para trabalhar. “Além disso, a implantação de uma praça de pedágios pode deixar de atrair novas empresas para o Alto Tietê e para o distrito do Taboão, por exemplo”, alega.

Na opinião do federal Marcio Alvino a forma “inteligente” de trabalhar para sensibilizar a Artesp e o governo do Estado é através do Condemat. Ele afirma que está fazendo um trabalho com os prefeitos do PL do Alto Tietê. Essa mobilização, de acordo com ele, vem sendo feita através do Consórcio, presidido atualmente pelo prefeito Rodrigo Ashiuchi, que no próximo ano passará o cargo ao prefeito Marcus Melo (PSDB).

“Marcus Melo é prefeito de Mogi e é do PSDB assim como o governador João Doria. Nós também poderemos ter mais força política para ajudar nesta questão nos unindo com todos os deputados da região tanto federais quanto estaduais, porque essa não será uma ação isolada, será uma ação conjunta”, destaca.


Deixe seu comentário