DUPLICAÇÃO

DER prevê nova detonação de rocha na Mogi-Dutra

FRENTES DE TRABALHO Equipes de operários estão concentradas entre os quilômetros 32 e 39. (Foto: Elton Ishikawa)
SEM ESTARDALHAÇO Detonação de rocha realizada ontem não fez nem muito barulho e nem sujeira. (Foto: Elton Ishikawa)

O trânsito na rodovia Mogi-Dutra ficou parcialmente interditado por cerca de 40 minutos ontem a tarde, no trecho onde estão sendo realizadas as obras de duplicação. O Departamento de Estradas de Rodagem (DER) interrompeu tráfego durante a explosão uma rocha para abertura da nova pista. Outras detonações estão previstas em dois pontos no km 35,8 e km 33,8, trecho entre o trevo da rodovia Ayrton Senna e Arujá. O aviso é realizado com um dia de antecedência para que os motoristas possam programar a sua viagem, já que há interdição da rodovia.

Durante o período em que ocorreu a explosão, o DER providenciou um desvio para que o trânsito continuasse fluindo na estrada. A rocha não era muito grande e foi enterrada para reduzir o impacto. A detonação aconteceu próximo ao acostamento, sem deixar sujeira na pista.

FRENTES DE TRABALHO Equipes de operários estão concentradas entre os quilômetros 32 e 39. (Foto: Elton Ishikawa)

Nesse período de obras, foi instalada uma sinalização na pista alertando os motoristas quanto aos trabalhos realizados e a velocidade também é reduzida para 60 Km/h. A sinalização definitiva, com pintura de faixas e instalação de placas, será realizada após a conclusão das intervenções na pista. O monitoramento do tráfego é feito por meio das Unidades Básicas de Atendimento e da Central de Operações e Informações.

O DER esclarece que equipes de trabalho estão localizadas entre o km 32 e o km 39,45, executando os serviços para implantação do novo sistema de drenagem da rodovia, supressão de vegetação, escavação, compactação de aterro, terraplenagem, sondagem, limpeza, armação das ferragens, demolição de rocha com escavadeira rompedor.

O Departamento de Estradas de Rodagem informa ainda que estão sendo realizados serviços para implantação de estacas das passarelas nos kms 33,5 e 37,9. De acordo com o órgão, na última semana ocorreu a concretagem do viaduto em construção no km 38.

A obra é financiada pelo Banco Mundial – Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (Bird) e executada pelo Consórcio Construcap Copasa. O investimento é de R$ 121,9 milhões. A previsão de entrega é mantida para janeiro de 2020.

O projeto contempla a duplicação entre os quilômetros 32 e 39, com implantação de barreiras de concreto que dividirão as faixas. Serão construídos dois viadutos e passarelas. A pista também precisará de trabalhos de iluminação e sinalização.


Deixe seu comentário