NESTE SÁBADO

Desfile cívico-militar comemora os 66 anos de fundação do distrito de Braz Cubas

A abertura do desfile contou com os representantes da área militar. (Foto: Guilherme Berti - PMMC)
A abertura do desfile contou com os representantes da área militar. (Foto: Guilherme Berti – PMMC)

Maior do que muitas cidades do Estado de São Paulo, o distrito de Braz Cubas, em Mogi das Cruzes, comemorou 66 anos de história com um desfile cívico-militar, neste sábado. Durante a passagem pela Rua Dr. Deodato Wertheimer, ficou clara a fase de expansão que vive o local, e as palavras mais recorrentes eram “indústria” e “sustentabilidade”.

Ao som da banda da Escola Estadual Galdino Pinheiro Franco, passaram pela via as boas mensagens do Lions Clube, da Unica Fisioterapia e Reabilitação, de várias creches e escolas, do Sesi, do Conselho Tutelar e ainda outras entidades instaladas no distrito.

Dentre as mensagens, chamou atenção a frase “O Passado e o Presente – Indústrias”, referenciada na fala do prefeito Marcus Melo (PSDB): “fico muto feliz em poder comemorar o aniversário de um distrito que tem tamanho de cidade, com comércio forte, indústria e escolas”.

Na sequência, Melo disse que Braz Cubas continuará recebendo investimentos públicos, a exemplo das obras da Maternidade Municipal, iniciadas em 17 de novembro, a cobertura do pátio da Feira de Braz Cubas, que está em licitação, a abertura de novas vagas em creches, obras para a melhora do saneamento básico e a pavimentação de várias vias.

O sentimento de conquista também estava nos olhos da população, que assistia o desfile com orgulho. É o caso da costureira Antonia da Silva Saltos, de 74 anos, que acredita que atividades como essa “incentivam a união entre as pessoas”. Aliás, foi justamente este o motivo que levou a artesã Jaqueline de Andrade, 32, a levar o filho Miguel, 4, para marchar ontem. “É uma tradição que deve ser respeitada”.


Deixe seu comentário