Plugado

E. E. Raul Brasil

Foto: Maiara Barbosa (G1)

 

A coluna de hoje não poderia deixar de homenagear as vítimas do horrível atentado acontecido na Escola Estadual Raul Brasil na última quarta-feira, dia 13, em Suzano, e que comoveu todo o Brasil. Mais que isso, dar uma palavra de conforto para as famílias que estão sofrendo com as perdas dos seus entes queridos.

A escola é um templo, e nele, a Educação tem que ser cultuada. Não podemos deixar de acreditar que o futuro de um País de paz e amor, não venha também da formação das nossas crianças e adolescentes.

Na Plugado deste domingo, compartilho com você, leitor, a sensibilidade do registro da jornalista Maiara Barbosa, e o texto tocante de alguém que pode falar bem sobre o que é educar: o educador José Henrique Porto.

 

“E. E. Raul Brasil

Escrevo para exorcizar minhas sombras…

A maior arma do terrorismo não é o 38, o machado ou a “besta”… A maior arma do terrorismo é o MEDO!

Durante o dia o país inteiro experimentou esta sensação que comprime e sufoca o nosso peito…

Hoje, depois de uma longa jornada em sala de aula, após 2 horas no trânsito em meio a notícias estarrecedoras, cheguei em casa, corri para abraçar meus filhos e, ao sentir meu coração pulsar, CHOREI…Chorei pelos estudantes, pela inspetora e pela coordenadora mortos

Chorei pelos pais e familiares desolados

Chorei por toda a comunidade da escola Raul Brasil

E, por fim, chorei pela EDUCAÇÃO

A escola não é local do medo, ao contrário, a ESCOLA é a casa da ESPERANÇA… Lar do florescer e desenvolvimento da vida… Residência da experimentação, do conhecimento e do partilhar da sabedoria…

Neste 13 de março foi o espírito da educação que foi atacado.

A dor na alma de todo educador que considera o espaço do ensino sagrado é descomunal..

Como dói!

Amanhã, quando for fazer a chamada em todas as salas de aula pelas quais passarei, Pablo Henrique Rodrigues, Clayton Antonio Ribeiro, Caio Oliveira, Samuel Melquiades Silva de Oliveira e Douglas Murilo Celestino estarão PRESENTES

Amanhã, quando cumprimentar a inspetora e a coordenadora, Eliana Regina de Oliveira Xavier e Marilena Umezu estarão PRESENTES
Mas amanhã, quando a aula começar, quando as palavras passarem a fluir e a lousa ganhar vida também quero encontrar presente a CORAGEM…
Coragem não é o contrário do medo, mas o CORE/AGIO , o coração que age, apesar do medo…

Amanhã, de LUTO, quero dar aula de coração aberto em homenagem aos que se foram… Amanhã, de LUTO, quero continuar acreditando no humano e no poder da sala de aula em transformar a vida humana…
Amanhã, de LUTO, quero encontrar o carinho necessário à escola RAUL em todas as instituições de ensino deste BRASIL…”

José Henrique Porto, educador (13 de março de 2019)

Deixe seu comentário