Marcelo Augusto Cursino Luz

Educador físico, professor e gestor

Essas são algumas das funções desempenhadas por Marcelo Augusto Cursino Luz, que além de dar aulas
e coordenar a equipe de natação da Academia Trainer, é professor no Colégio Millenium Construtivo.
Empreender na área de esporte é um de seus projetos

Quando se formou em Educação Física, Marcelo Augusto Cursino Luz, nascido em São José dos Campos e estabelecido em Mogi das Cruzes em 2003, pensava em trabalhar como preparador físico. O tempo, porém, o levou para outras áreas nas quais teve destaque e descobriu-se, também, apaixonado por lecionar e há 11 anos ensina a importância das atividades físicas para crianças e adolescentes.

Estimulado pelos pais Marília Cursino e Manoel da Luz, que sempre tiveram o esporte como hobby, Marcelo começou a se exercitar quando ainda menino. Ele se lembra de praticar as primeiras modalidades a partir dos 8 anos: futebol, tênis, bocha, basquete, vôlei e muitas outras.

Assim, durante a infância e adolescência, o sonho de Marcelo era tornar-se atleta profissional. Para tanto, ele investiu no futebol de campo, jogando como zagueiro, posição pela qual participou de campeonatos estaduais defendendo o time de São José dos Campos.

No final do Ensino Médio, sentiu que a carreira de atleta não era para ele. O que não significava se afastar do esporte. A solução foi o vestibular de Educação Física, que prestou na Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Quando formado, a ideia dele era trabalhar como preparador físico, atuando nos bastidores da atividade física.

No terceiro ano da faculdade, ele decidiu participar de um processo seletivo para uma vaga de estágio oferecida por um de seus professores, Marcos Pudo, proprietário da Academia Trainer. Em poucas semanas, estava desempenhando as primeiras atividades no setor de musculação da academia. Por lá, além de cuidar dos equipamentos, ele ficava à disposição dos alunos, como instrutor, orientando o movimento de cada um dos exercícios.

Marcelo se saiu bem no estágio, e depois de formado, foi efetivado como professor, em 2005. A partir daí, aos 22 anos, ele passou a estudar e pesquisar outras modalidades para além da musculação, já que começaria a ministrar aulas de alongamento, ginástica, spinning e jump, que envolvem mais coordenação motora e ritmo.

Comemorando o fim do ano com a equipe de natação da Academia Trainer; num clique com a namorada Janine Almeida, no carnaval de Itamonte, em Minas; e num almoço com a mãe, Marília Cursino Luz, o pai, Manoel Tadeu Fernandes da Luz, a irmã Natalia Cursino Luz e o cunhado Vinicius Marinheiro

Os três anos seguintes foram agitados. Em 2006 ele concluiu uma pós-graduação em saúde da melhor idade, pela Universidade de São Paulo (USP). Em 2007, foi convidado para lecionar Educação Física aos alunos do Ensino Fundamental I do Colégio Millenium Construtivo, que têm entre 6 e 10 anos. E em 2008, terminou a segunda especialização da carreira, em treinamento esportivo, pela Universidade Gama Filho, na Capital.

Ao contrário do que acontece em algumas escolas, as aulas de Marcelo não consistiam em somente deixar uma bola à disposição das crianças, para que elas jogassem futebol. Novamente ele pesquisou muito, e levou para a sala de aula conceitos teóricos, sobre o funcionamento do corpo humano, e para a quadra atividades práticas, muitas das quais lúdicas, que ensinam a importância de se movimentar. O sucesso foi tanto que em pouco tempo ele assumiu também turmas do Ensino Fundamental II (dos 11 aos 15 anos) e do Ensino Médio (dos 16 aos 18 anos).

Mais tarde, em 2012, o educador físico assumiu nova função: tornou-se coordenador técnico na Trainer, responsável pela equipe de 13 professores de natação. Por este cargo, apesar de não entrar na piscina, é ele quem gerencia tudo o que acontece dentro e em torno dela, funcionando como uma ponte entre o cliente, o instrutor e a diretoria da empresa.

Além de tudo isso, acompanhou toda a evolução da Trainer, que ao longo dos anos inaugurou outras duas unidades em Mogi. Justamente por ter participado do crescimento da empresa, ele foi escolhido, recentemente, para representar a academia no BNI Prisma, um grupo de negócios do Alto Tietê.

Essa experiência, aliada à gestão da natação e ao trabalho como professor e personal trainer (atividade que voltou a exercer em 2017) leva Marcelo, aos 36 anos, a cogitar, no futuro, empreender na área esportiva, de alguma maneira. Ele, aliás, também tem vontade de lecionar em universidades, mas por enquanto quer se dedicar às atuais funções, e aproveita o tempo livre para realizar um desejo antigo: estudar inglês. (Heitor Herruso – Especial para O Diário)

CURTO CIRCUITO

Viver em Mogi é…

sensacional! A Cidade me recebeu muito bem, posso dizer que hoje sou mogiano

O melhor da Cidade é…

sua localização e a proximidade de ótimos lugares

E o pior?

Não vejo pior, mas o trânsito é uma das coisas que incomodam

Sinto saudade de…

estar próximo da minha família no dia a dia

Encontro paz de espírito…

realizando qualquer tipo de viagem

Pra ver e ser visto…

tudo relacionado a esportes e atividade física

Meu prato preferido é…

pizza

Livro de cabeceira…

‘Nunca procure emprego! Dispense o chefe e crie o seu negócio sem ir a falência’, de Scott Gerber

Peça campeã de uso do meu guardaroupa?
Camisetas e claro, o manto do São Paulo Futebol Clube

O que não tem preço?

Ser reconhecido pelas atitudes e pelo seu trabalho

Uma boa pedida é…

qualquer passeio sem programação

É proibido…

cometer injustiça

A melhor festa é…

com música boa, os amigos e com a minha namorada, Janine Almeida

Convite irrecusável…

estar na praia

O que tem 1001 utilidades?

Fone de ouvido com uma boa música

Meu sonho de consumo é…

conhecer o mundo viajando

Qual foi o melhor espetáculo da minha vida?

Show do Pearl Jam

Cartão-postal da Cidade…

nas trilhas de montain bike, nas proximidades da cidade

O que falta na Cidade?

Incentivo e apoio aos esportes de base

Qual é a química da vida?

Quanto mais quieto você se torna, mais você pode ouvir!

Deus me livre de…

ficar longe da minha família