CARTAS

Eleições

Com o fim da coligação na eleição proporcional, teremos neste próximo pleito, em Mogi das Cruzes, quase ou mais de mil candidatos a vereador. E desses, já temos um monte falando besteiras, mostrando total despreparo para o cargo. Perguntei a um se conhecia a Lei Orgânica do Município, e este me respondeu que era qualquer coisa ligado a agricultura familiar. Muitos falam em união, caminhar juntos e unidos, só que na real é um querendo comer o outro vivo. Para ocupar uma vaga no Legislativo, o candidato terá que tirar alguém de lá, pois só existem 23 cadeiras e não pode um sentar no colo do outro. Só em César de Souza temos três vereadores. Já foram quatro nesta legislatura (um era suplente). O número excessivo de aventureiros só favorece quem hoje está no poder com todas as estruturas que lhes são proporcionadas. O salário é bom, dá destaque e isso faz crescer a cobiça pelo cargo. Saibamos distinguir e escolher pelo menos os bem intencionados porque nesse universo de candidatos tem gente que dá rasteira em minhoca, vende pente pra careca , pasta de dente pra banguelo e tira manchas de onças com benzina!

Joel Avelino Ribeiro

César de Souza, Mogi das Cruzes


Deixe seu comentário