TRADIÇÃO

Eloah monta subimpério do Divino em O Diário

Eloah Sei de Toledo, 82 anos, é a responsável pelo preparo do Subimpério do Divino Espírito Santo no saguão de O Diário. (Foto: Eisner Soares)
Eloah Sei de Toledo, 82 anos, é a responsável pelo preparo do Subimpério do Divino Espírito Santo no saguão de O Diário. (Foto: Eisner Soares)

Professora de Educação Artística aposentada há 20 anos, Eloah Sei de Toledo, 82, deu início oito anos atrás a uma tradição que a deixa extremamente feliz, além de reforçar a sua fé. Anualmente, ela é a responsável pela montagem do subimpério do Divino Espírito Santo instalado no saguão de O Diário. Tudo começou quando participava do Coral 1º de Setembro, ao lado da amiga Terezinha Brandão, já falecida, que foi quem a convidou para a confecção do altar. Eloah aceitou e, desde então, fica ansiosa para os dias da festa.

Antes de Eloah tomar a frente do trabalho, outras pessoas ficavam responsáveis pela montagem. A direção do jornal, entretanto, queria mais. “O subimpério já era feito, mas era muito menor e me pediram para fazer algo maior e mais bonito. Eu já dei uma melhorada, mas ainda era menor do que eu faço hoje. Agora, a cada ano vou pensando em coisas novas e incrementando ainda mais com as minhas ideias”, revelou.

Todos os detalhes são pensados por Eloah durante todo o ano. Ela fala, por exemplo, sobre as fitas que representam os dons do Divino, sendo a azul claro a da sabedoria, a prata do entendimento, a verde do conselho, a vermelha da fortaleza, a amarela da ciência, a azul escuro da piedade e a roxo do temor de Deus. “Como as pessoas gostam de beijar essas fitas e as puxam, eu prendo cada uma delas com um alfinete da mesma cor”, conta ela, demonstrando o capricho.

Desde o primeiro altar montado por Eloah, o Coral 1º de Setembro se apresenta no local. Desta vez, o evento – que é aberto ao público – acontece nesta sexta-feira. Terminada a celebração na Catedral de Santana, por volta das 20h30, o festeiros e capitães de mastro caminham junto à população até a sede do jornal, onde são feitas orações e é servido o tradicional café com pão.

O Diário está localizado na rua Dr. Ricardo Vilela, 568, no Centro. A visitação ao subimpério também é aberta e pode ser feita de segunda a sexta em horário comercial.

Entrada dos Palmitos recebe inscrição

Carroceiros, charreteiros, muladeiros e cavaleiros interessados em participar da Entrada dos Palmitos, ponto alto da programação folclórica da Festa do Divino Espírito Santo de Mogi das Cruzes, que ocorrerá neste sábado, a partir das 9 horas, devem fazer inscrição. O procedimento é gratuito e acontece das 19 às 22 horas, na entrada do espaço do afogado, na quermesse, localizada no Centro Municipal Integrado Deputado Maurício Nagib Najar, na avenida Cívica.

De acordo com a organização, a Entrada dos Palmitos espera um público de 40 mil pessoas para assistir ao cortejo, cuja concentração será a partir das 8 horas, em frente à Capela de Santa Cruz, na rua Dr. Ricardo Vilela, altura do número 1.200. A saída da procissão está marcada para as 9 horas.

Os participantes do cortejo irão receber, no ato da inscrição, o “kit cavaleiro” (lenço – na cor branca – e o número de identificação, que deve ser adesivado na roupa).

Os cavaleiros e muladeiros se inscrevem em equipe, composta por cinco pessoas, mas só precisa vir o responsável. Já para os charreteiros e carroceiros devem vir o condutor e o passageiro, se tiver. É anotado no verso da inscrição o nome e o RG do acompanhante. A organização da Entrada dos Palmitos pede que os participantes apresentem o atestado de vacina dos animais.

Neste ano, segundo o coordenador da Entrada dos Palmitos, Glauco Riccieli, a expectativa é que 104 bois, 250 cavalos, além das charretes, vindos de cidades como Santa Isabel, Salesópolis e Nazaré Paulista participem do evento. “Alguns começam a chegar na Cidade já a partir de sexta-feira. Todos ficarão concentrados no Ginásio de Esportes de Mogi das Cruzes, no Mogilar”, observa Glauco, que conta com o apoio de 150 pessoas, na organização. Durante o cortejo participam algo em torno de 4 a 6 mil pessoas.

Os carros de bois, que são enfeitados pelas escolas, começarão a ser adornados a partir das 20 horas.

Mais informações podem ser obtidas na Associação Pró-Festa do Divino: 4790-6835.

Entrada dos Palmitos recebe inscrição

Carroceiros, charreteiros, muladeiros e cavaleiros interessados em participar da Entrada dos Palmitos, ponto alto da programação folclórica da Festa do Divino Espírito Santo de Mogi das Cruzes, que ocorrerá neste sábado, a partir das 9 horas, devem fazer inscrição. O procedimento é gratuito e acontece das 19 às 22 horas, na entrada do espaço do afogado, na quermesse, localizada no Centro Municipal Integrado Deputado Maurício Nagib Najar, na avenida Cívica.

De acordo com a organização, a Entrada dos Palmitos espera um público de 40 mil pessoas para assistir ao cortejo, cuja concentração será a partir das 8 horas, em frente à Capela de Santa Cruz, na rua Dr. Ricardo Vilela, altura do número 1.200. A saída da procissão está marcada para as 9 horas.

Os participantes do cortejo irão receber, no ato da inscrição, o “kit cavaleiro” (lenço – na cor branca – e o número de identificação, que deve ser adesivado na roupa).

Os cavaleiros e muladeiros se inscrevem em equipe, composta por cinco pessoas, mas só precisa vir o responsável. Já para os charreteiros e carroceiros devem vir o condutor e o passageiro, se tiver. É anotado no verso da inscrição o nome e o RG do acompanhante. A organização da Entrada dos Palmitos pede que os participantes apresentem o atestado de vacina dos animais.

Neste ano, segundo o coordenador da Entrada dos Palmitos, Glauco Riccieli, a expectativa é que 104 bois, 250 cavalos, além das charretes, vindos de cidades como Santa Isabel, Salesópolis e Nazaré Paulista participem do evento. “Alguns começam a chegar na Cidade já a partir de sexta-feira. Todos ficarão concentrados no Ginásio de Esportes de Mogi das Cruzes, no Mogilar”, observa Glauco, que conta com o apoio de 150 pessoas, na organização. Durante o cortejo participam algo em torno de 4 a 6 mil pessoas.

Os carros de bois, que são enfeitados pelas escolas, começarão a ser adornados a partir das 20 horas.

Mais informações podem ser obtidas na Associação Pró-Festa do Divino: 4790-6835.

Devotos da Santa Casa

Mais uma tradição foi cumprida na tarde de ontem pelos festeiros e capitães-do-mastro da Festa do Divino Espírito Santo de Mogi. O grupo visitou hospitais e instituições, carregando suas respectivas bandeiras do Divino.

Os festeiros Marcelo Braz e Sueli Moraes Braz visitaram a Santa Casa de Misericórdia de Mogi, acompanhados dos padres Diogo Shishito, assessor eclesiástico da Festa do Divino, e Marcos Sulivan, do Santuário do Senhor Bom Jesus. Já os capitães-do-mastro Antônio José Mercado e Maria Auxiliadora Mercado estiveram no Instituto Anna de Moura, no Jardim Aeroporto III, em Braz Cubas, onde a cada ano os alunos fazem uma apresentação especial.

O grupo de voluntárias da Associação de Voluntários da Santa Casa de Mogi das Cruzes (Avosc), presidida por Mirian Nogueira do Valle, acompanhou a visita no hospital.

A “Visita das Bandeiras” prossegue hoje com a ida ao Colégio Objetivo, que inaugurou sua nova unidade, em César de Souza. O Instituto Pró+Vida São Sebastião também vai ser visitado.